Meteorologia

  • 23 ABRIL 2021
Tempo
17º
MIN 14º MÁX 20º

Edição

Navalny: Advogada indica que opositor detido sofre de dupla hérnia

A advogada do opositor russo detido Alexei Navalny, que se queixou de fortes dores nas costas e nas pernas, indicou hoje que os médicos lhe diagnosticaram uma dupla hérnia.

Navalny: Advogada indica que opositor detido sofre de dupla hérnia
Notícias ao Minuto

18:33 - 07/04/21 por Lusa

Mundo Navalny

Olga Mikhailova disse ao canal televisivo independente Doshd que Navanly também está a perder a sensibilidade nas mãos.

Navalny entrou em greve de forma na semana passada em protesto por reduzidos cuidados médicos. Na terça-feira, o líder da organização Aliança de Médicos pró-Navalny foi detido pela polícia após ter tentado entrar na prisão para conversar com os médicos.

A sua advogada também indicou hoje que o opositor testou negativo à covid-19 num primeiro teste.

"A primeira prova deu resultado negativo, mas não sabemos porque lhe efetuaram um segundo teste, e esperamos os resultados", indicou Mikhailova à agência noticiosa Tass.

Os aliados de Navalny acusam os serviços penitenciários de "estarem a matá-lo lentamente", após o diário Izvestia ter referido na segunda-feira que o detido foi transferido para a enfermaria da prisão com febre alta e sintomas de doença respiratória.

O crítico do Kremlin, 44 anos, anunciou em 31 de março uma greve de fome em protesto contra as suas condições de detenção, acusando a administração penitenciária de lhe recusar cuidados de saúde e de "tortura" por privação do sono.

Ainda na segunda-feira, e através das redes sociais, disse sofrer de uma forte tosse e febre, para além de dores nas costas e de problemas nas pernas de que dizia padecer desde finais de março.

Os seus apoiantes também estão apreensivos pelo facto de opositor ter sobrevivido a uma tentativa de envenenamento em agosto passado, cuja responsabilidade atribuiu ao Kremlin.

Navalny cumpre uma pena de dois anos e meio de prisão por fraude num caso que remonta a 2014, e que denunciou como politicamente motivado.

As autoridades transferiram Navalny em março de uma prisão de Moscovo para a colónia penal IK-2 na região de Vladimir, 85 quilómetros a leste da capital russa.

O complexo, na cidade de Pokrov, inclui-se entre os centros penitenciários russos referenciados pelas estritas rotinas impostas aos detidos, incluindo permanecem em sentido durante horas.

O serviço penitenciário estatal russo tem referido que Navanly está a receber toda a assistência médica de que necessita.

Leia Também: Médicos e apoiantes de Navalny detidos frente à colónia penal

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório