Meteorologia

  • 23 ABRIL 2021
Tempo
17º
MIN 15º MÁX 21º

Edição

Mais de meio milhão de pessoas aderiram ao plano de saúde de Biden

Mais de meio milhão de norte-americanos já aproveitaram a possibilidade de inscrição no novo plano seguro de saúde especialmente criado pelo Governo do Presidente Joe Biden para o combate à pandemia de covid-19.

Mais de meio milhão de pessoas aderiram ao plano de saúde de Biden
Notícias ao Minuto

18:02 - 07/04/21 por Lusa

Mundo Biden

As autoridades norte-americanas acreditam que esse número continuará a aumentar nos próximos meses, já que vários milhões de norte-americanos tornaram-se igualmente elegíveis para esse seguro de saúde a partir de 01 de abril e o programa ficará aberto até 15 de agosto.

Joe Biden fez campanha com base numa estratégia de defesa da lei de saúde da era do Presidente Barack Obama, de quem foi vice-Presidente, prometendo uma cobertura universal do plano.

Como Presidente, Biden não perdeu tempo e reabriu os mercados de seguro de saúde durante a pandemia, proporcionando um corte nos preços de seguros e tornando os subsídios mais generosos, ao mesmo tempo que alargava a sua cobertura.

Os números divulgados hoje pelos centros de serviços dos programas Medicare e Medicaid mostram que 528.005 pessoas recentemente se inscreveram em planos privados patrocinados pelo Governo.

O relatório também revela que mais de 870.000 pessoas que acederam à página de Internet do programa de saúde governamental ou contactaram o 'call center' foram consideradas elegíveis para o Medicaid, o programa de saúde do estado federal para pessoas de baixos rendimentos.

Embora o ex-Presidente Donald Trump não tenha poupado esforços para revogar a lei da era Obama, mais de 20 milhões de pessoas permaneceram cobertas por esse programa.

Entre os estados que mostram maior número de inscrições para estes programas estão vários onde Trump venceu nas eleições presidenciais de novembro passado, incluindo Florida, Texas e Carolina do Norte.

O Departamento de Orçamento do Congresso, uma organização independente, estima que cerca de 33 milhões de americanos não têm seguro, o que significa um número menor do que aquele verificado em anos anteriores, o que os analistas atribuem ao efeito da pandemia.

Os republicanos dizem que expandir a lei de saúde é o caminho errado, mas não conseguiram unir-se em torno de um plano de saúde alternativo, o que deu margem de manobra política para Biden, que usa esse argumento para executar uma ambicionas agenda de saúde, incluindo o novo plano de "opção pública" como alternativa aos seguros privados.

Leia Também: Covid-19: Biden antecipa em duas semanas prazo para registo de vacinação

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório