Meteorologia

  • 17 ABRIL 2021
Tempo
23º
MIN 13º MÁX 23º

Edição

Filipino que violou quarentena morreu após ser obrigado a fazer exercício

Autoridades policiais terão obrigado o homem a fazer agachamentos depois de ser apanhado violar o confinamento.

Filipino que violou quarentena morreu após ser obrigado a fazer exercício

Um homem filipino que foi apanhado a violar as regras de confinamento morreu, depois de ter sido obrigado a fazer exercício pela polícia como castigo, de acordo com a família, indica a BBC.

Darren Manaog Penaredondo foi, alegadamente, parado pelos elementos das autoridades filipinas na província de Cavite, na passada quinta-feira, e obrigado a fazer cerca de 300 agachamentos. No dia seguinte desmaiou e acabou por morrer no hospital.

O chefe da polícia local, Marlo Solero, indicou que não são aplicados castigos físicos a quem viole as regras de confinamento, apenas avisos das forças de autoridade. Solero acrescentou que não será tolerado este tipo de castigo, se for provado que o factos ocorreram.

Adrian Lucena, familiar da vítima, anunciou a morte através das redes sociais e afirmou que Penaredondo foi obrigado a fazer exercícios similares a agachamentos juntamente com outras pessoas que foram apanhadas a violar as regras. Os três teriam que fazer os exercícios 100 vezes e se não conseguissem teriam que repeti-los. Acabaram por fazer 300, de acordo com o familiar.

A província de Cavite, próxima da capital filipina, Manila, está a cumprir um confinamento rigoroso por causa do aumento de casos de novo coronavírus.

Leia Também: AO MINUTO: Variante britânica a subir cá; "Mês dramático" para o Brasil

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório