Meteorologia

  • 16 SETEMBRO 2021
Tempo
21º
MIN 18º MÁX 28º

Edição

Papa denuncia terrorismo que abusa da religião durante visita ao Iraque

O Papa Francisco denunciou hoje o "terrorismo que abusa da religião" durante uma oração ecuménica na planície de Ur, no segundo dia de sua viagem de quatro dias ao Iraque.

Papa denuncia terrorismo que abusa da religião durante visita ao Iraque

"Hostilidade, extremismo e violência (...) são traições religiosas. E nós, os crentes, não podemos ficar calados quando o terrorismo abusa da religião. Pelo contrário, cabe a nós dissipar com clareza os mal-entendidos", disse Francisco diante de cristãos, muçulmanos, 'yazidis', zoroastrianos e sabeus.

Deve-se "caminhar do conflito à unidade" em "todo o Médio Oriente" e, "em particular, na Síria martirizada", pediu ainda o Papa Francisco durante a oração em Ur, considerado o local de nascimento de Abraão, que é uma referência para judeus, cristãos e muçulmanos.

Na sexta-feira, durante um discurso às autoridades em Bagdade, o Papa já havia mencionado a guerra na Síria, onde a guerra civil já matou mais de 387.000 pessoas nos últimos 10 anos.

Francisco pediu hoje também que "a liberdade de consciência e liberdade religiosa sejam respeitadas e reconhecidas em todos os lugares".

A agenda do Papa nesta visita inclui encontros com a comunidade católica, composta por 590 mil pessoas, cerca de 1,5% da população iraquiana, além de cristãos de outras Igrejas e membros de outras confissões religiosas e líderes políticos.

O Papa vai passar por Bagdade, Najaf, Ur, Erbil, capital do Curdistão iraquiano, Mossul e Qaraqosh.

Leia Também: Cristãos no Iraque deveriam viver em paz, disse al-Sistani ao Papa

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório