Meteorologia

  • 23 ABRIL 2021
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 20º

Edição

Colômbia é o primeiro país americano a receber vacinas via COVAX

A Colômbia tornou-se hoje o primeiro país das Américas a receber uma remessa de vacinas contra o coronavírus da iniciativa COVAX, apoiada pelas Nações Unidas, ao receber 117.000 doses da vacina da Pfizer/BioNTech.

Colômbia é o primeiro país americano a receber vacinas via COVAX
Notícias ao Minuto

22:57 - 01/03/21 por Lusa

Mundo Covid-19

O COVAX é um programa destinado a garantir que as populações dos países mais vulneráveis do mundo sejam vacinadas. 

A chegada das vacinas à Colômbia ocorre dias depois de o país assinalar o primeiro aniversário do primeiro caso de covid-19 no Estado sul-americano.

A Organização Pan-Americana da Saúde disse que espera aumentar mensalmente o acesso às vacinas na região por meio do esforço da COVAX, tendo planos para entregar cerca de 280 milhões de vacinas às Américas e ao Caribe até o final do ano.

Mas a iniciativa, criada para garantir um acesso justo às vacinas por países de baixo e médio rendimento, tem sido prejudicada pelo fornecimento global severamente limitado de doses e por problemas logísticos. 

Embora tenha como objetivo entregar 2.000 milhões de doses este ano, atualmente tem acordos legalmente vinculativos apenas para várias centenas de milhões.

Num comunicado divulgado hoje, a Organização Pan-Americana da Saúde adiantou que 36 países da região vão receber vacinas através da iniciativa COVAX, com 26 a pagarem-nas com os seus próprios meios financeiros e as restantes dez a receberem-nas de forma gratuita.

"A chegada [das primeiras doses à Colômbia] significa que mais profissionais de saúde e populações de alto risco podem começar a ser vacinados", disse o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, também num comunicado. 

"A pandemia de covid-19 só pode terminar se a vacinação ocorrer de forma equitativa, e estou realmente feliz em ver as doses da vacina a chegarem esta semana, através da COVAX, à América do Sul e a outras regiões", sublinhou Ghebreyesus.

A COVAX está a antever o fornecimento de vacinas suficientes para 20% a 30% das pessoas nos países mais pobres, número que, porém, ainda deixará esses países vulneráveis a surtos do novo coronavírus. Os especialistas estimam que pelo menos 70% da população precisa ser protegida contra a covid-19 prevenir futuras epidemias", recordou.

A Colômbia, o terceiro maior país da América Latina em população, já tinha começado a administrar as doses da vacina, depois de ter recebido uma primeira remessa em 15 de fevereiro passado.

As autoridades de Bogotá indicaram que pretendem vacinar 35 milhões de pessoas ao longo de 2021, incluindo centenas de milhares de venezuelanos migrantes e refugiados num país de 50 milhões de habitantes.

Segundo os dados oficiais mais recentes, a Colômbia acumulou mais de 2,25 milhões de casos de covid-19, tendo ultrapassado as 59.700 mortes.

Este ano, o Governo colombiano espera obter 20 milhões de doses de vacina através da COVAX.

A Organização Pan-Americana de Saúde adiantou hoje esperar que todos os países da região possam receber já em março as primeiras doses da vacina da AstraZenaca/Oxford.

Além da Colômbia, também o Peru, El Salvador e a Bolívia vão receber as vacinas da Pfizer/BionTech assim que estiverem confluídos todos os processos administrativos.

Na semana passada, o Gana foi o primeiro país do mundo a receber vacinas ao abrigo da iniciativa COVAX, ao obter 600.000 doses das da Astrazeneca.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.531.448 mortos no mundo, resultantes de mais de 114 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório