Meteorologia

  • 20 ABRIL 2021
Tempo
18º
MIN 14º MÁX 20º

Edição

Hamas liberta presos em Gaza como "gesto de boa vontade" face a eleições

O grupo islamita Hamas, que governa na Faixa de Gaza, indicou hoje ter libertado ao longo da semana mais de 40 presos como "gesto de boa vontade" face à convocação de eleições para este ano.

Hamas liberta presos em Gaza como "gesto de boa vontade" face a eleições
Notícias ao Minuto

16:11 - 26/02/21 por Lusa

Mundo grupo islamita Hamas

A decisão ocorreu depois de a Autoridade Nacional Palestiniana (ANP) ter pedido a libertação de 80 detidos na Faixa de Gaza por razões políticas.

Segundo o Hamas, os presos libertados tinham sido condenados por "delitos de segurança", pelo que apenas os enviou em liberdade para gerar "uma atmosfera mais positiva" numa altura em que se começaram os preparativos para as eleições.

De qualquer forma, acrescentou o Hamas, a medida foi tomada também como parte do acordo alcançado este mês entre as fações palestinianas no Egito, em que ambas se comprometeram a respeitar o calendário eleitoral previsto -- as legislativas a 22 de maio e as presidenciais a 31 de julho.

Em janeiro passado, o primeiro-ministro palestiniano, Mohamed Shtayeh, exigiu ao Hamas a "libertação imediata" de mais de 80 presos políticos detidos em Gaza.

A maioria deles estará associada ao partido nacionalista Al Fatah, que domina a ANP -- com sede na Cisjordânia -, chefiado pelo Presidente da Autoridade Nacional Palestiniana, Mahmoud Abbas.

A exigência de Shtayeh foi reforçado depois de Abbas ter emitido, na semana passada, um decreto para reforçar as liberdades políticas no território palestiniano, de forma a criar um ambiente propício para a realização das eleições.

O decreto também incluiu a libertação de detidos por razões políticas na Cisjordânia e proibiu a prisão de pessoas por questões relacionadas com a liberdade de opinião ou afiliação política.

Ao longo dos últimos anos, a ANP também prendeu e encarcerou membros do Hamas no território cisjordano, após mais de uma década de divisões entre a Fatah e o movimento islamita.

Em 2007, o Hamas tomou o controlo de Gaza e expulsou as forças da Fatah e da ANP, iniciando um longo confronto entre fações palestinas que ainda não se traduziu numa reconciliação final.

No entanto, recentemente, as duas partes têm vindo a aproximar posições, sobretudo depois da convocação das eleições em Jerusalém Oriental, Cisjordânia e Gaza.

Se as eleições se concretizarem nos moldes previstos, será a primeira vez que os palestinianos votarão em 15 anos.As últimas eleições presidenciais foram em 2005 e a última vez que elegeram um Parlamento foi em 2006.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório