Meteorologia

  • 22 OUTUBRO 2021
Tempo
23º
MIN 15º MÁX 23º

Edição

Comissão acredita que EUA vão recuperar meta climática "rapidamente"

O vice-presidente executivo da Comissão Europeia Frans Timmermans, responsável pelo Pacto Ecológico europeu, afirmou hoje acreditar que sob a nova administração de Joe Biden os Estados Unidos irão "recuperar muito rapidamente" em matéria de objetivos climáticos.

Comissão acredita que EUA vão recuperar meta climática "rapidamente"
Notícias ao Minuto

11:16 - 24/02/21 por Lusa

Mundo UE

Numa intervenção no segundo dia dos Dias da Indústria da União Europeia (UE), Frans Timmermans começou por reiterar que a Europa quer ser "o primeiro continente neutro em matéria de clima", objetivo que a Comissão Europeia pretende atingir até 2050.

A UE estabeleceu "o ritmo" e "ainda" lidera a corrida, mas o comissário para o Pacto Ecológico Europeu acredita que os norte-americanos "vão recuperar muito rapidamente" com a 'entrada em cena' da administração Biden.

"Também vimos a China dar alguns passos gigantes na direção certa. O Japão também declarou que quer ser neutro em matéria de clima até 2050, tal como a Europa. O Canadá, a Coreia [do Sul]... Vemos desenvolvimentos incríveis em partes de África e da Ásia. As pessoas estão a entrar nesta corrida", assinalou.

Segundo Frans Timmermans, pela "maneira como vivemos agora, precisaríamos de três planetas para acomodar as nossas necessidades".

Por isso, apelou à necessidade de "garantir que mudamos a maneira como vivemos para pararmos o aumento da temperatura do mundo, [...] e o risco de ecocídio", transformando a economia "para que possa beneficiar da revolução industrial que está a acontecer e para que possamos trazer mais pessoas para trabalhos justos".

Ainda assim, o comissário europeu declarou-se impressionado pelo facto de a pandemia não ter diminuído "o sentido de urgência das pessoas no que diz respeito à crise climática".

"Agora que as pessoas entendem o quão importante é a nossa saúde e o quão vulneráveis somos como seres humanos, sendo que a pandemia foi também resultado da falta de equilíbrio entre nós e o ambiente natural, acredito que o sentido de urgência que ainda vemos vai ajudar-nos a sair desta pandemia com todos os investimentos que serão necessários para recuperar de forma a que também transformemos a nossa economia numa economia verde", sublinhou.

Como tal, Frans Timmermans salientou a "oportunidade de usar a revolução industrial para o benefício de uma economia mais produtiva e circular", na qual se reduz a "dependência de matérias-primas".

"Os passos que vamos tomar nos próximos anos serão decisivos quanto a sermos bem sucedidos ao sair desta crise ou não", concluiu.

Leia Também: Clima. Ruptura ameaça todas as nações, dizem líderes mundiais

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório