Meteorologia

  • 18 SETEMBRO 2021
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 24º

Edição

Mais de 200 milhões de vacinas dadas no mundo, 45% em países do G7

Mais de 200 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 foram administradas em pelo menos 107 países ou territórios, de acordo com uma contagem feita hoje pela agência AFP com base em fontes oficiais.

Mais de 200 milhões de vacinas dadas no mundo, 45% em países do G7
Notícias ao Minuto

11:30 - 20/02/21 por Lusa

Mundo Covid-19

Cerca de 45% das doses de vacinas foram administradas nos países ricos do G7 (onde vive 10% da população mundial), cujos membros se comprometeram na sexta-feira a partilhar melhor as doses com os países pobres.

Até às 10:00 de hoje, pelo menos 201.042.149 doses tinham sido administradas em todo o mundo, de acordo com uma contagem feita pela agência AFP a partir de fontes oficiais.

Contudo, este número é subestimado porque dois grandes países, a China e a Rússia, não comunicaram novos dados durante os últimos dez dias.

Até à data, mais de nove em cada dez doses (92%) foram administradas em países de rendimento alto ou médio-alto (como definido pelo Banco Mundial), que representam pouco mais de metade da população mundial (53%).

Dos 29 países de "baixo" rendimento, apenas a Guiné Conacri e o Ruanda iniciaram a imunização.

Israel é de longe o país mais avançado, com quase metade (49%) da sua população com pelo menos uma dose. Um em cada três israelitas (33%) recebeu mesmo a segunda dose, completando assim o processo de vacinação.

Outros países que ultrapassaram a marca dos 10% da população com pelo menos uma dose são o Reino Unido (25%), Bahrein (16%), Estados Unidos (13%), Chile (12%), Seicheles (43%) e Maldivas (12%).

Em termos do número de doses administradas nos Emirados Árabes Unidos, entre 25% e 50% da sua população recebeu pelo menos uma dose, mas o país não fornece números mais precisos sobre o número de pessoas em causa.

Em termos absolutos, os Estados Unidos lideram, com 59,6 milhões de doses administradas, à frente da China (40,5 milhões em 09 de fevereiro), do Reino Unido (17,5 milhões), da Índia (10,7 milhões) e de Israel (7,1 milhões).

Os sete membros do G7 (Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Alemanha, França, Itália, Japão e Estados Unidos) comprometeram-se na sexta-feira a melhorar a distribuição de doses com os países pobres.

Anunciaram que mais do que duplicariam o seu apoio coletivo à vacinação Covax para 7,5 mil milhões de dólares, nomeadamente através do programa Covax da ONU, liderado pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.441.926 mortos no mundo, resultantes de mais de 110,2 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório