Meteorologia

  • 20 OUTUBRO 2021
Tempo
21º
MIN 16º MÁX 26º

Edição

Brasil receberá mais 2 milhões de doses de vacina da AstraZeneca da Índia

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) informou hoje que deve receber até ao fim da próxima semana mais 2 milhões de doses da vacina da AstraZeneca contra a covid-19, produzida pelo Instituto Serum, na Índia.

Brasil receberá mais 2 milhões de doses de vacina da AstraZeneca da Índia
Notícias ao Minuto

16:17 - 19/02/21 por Lusa

Mundo Covid-19

Em comunicado, a instituição científica, ligada ao Governo brasileiro, informou que "confirma a chegada, até o final da próxima semana, de mais dois milhões de vacinas prontas do Instituto Serum, um dos centros produtores da AstraZeneca na Índia".

"A iniciativa é parte de uma estratégia paralela à produção de vacinas a partir da chegada do ingrediente farmacêutico ativo (IFA), com o objetivo de contribuir com o fornecimento de vacinas para o Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde frente ao quadro sanitário do país", acrescentou.

Segundo a Fiocruz, a negociação com os parceiros AstraZeneca e Instituto Serum incluiu a aquisição de um total de 10 milhões de vacinas importadas, além de dois milhões de vacinas recebidas do mesmo Instituto indiano e que já foram entregues em 24 de janeiro.

Outras oito milhões de vacinas serão importadas ao longo dos próximos dois meses, ainda sem confirmação de data.

O Brasil iniciou a campanha de imunização contra a covid-19 em 17 de janeiro com cerca de 10 milhões de vacinas da farmacêutica Sinovac que foram importadas da China e outros dois milhões de doses do laboratório AstraZeneca importadas da Índia.

Com as doses disponíveis, o Brasil vacinou até ao momento pouco mais de 5,4 milhões de pessoas, levando-se em consideração que são duas doses por pessoa, mas em algumas cidades a campanha de vacinação foi paralisada por falta do imunizante.

Apesar de o Ministério da Saúde garantir que já assegurou a compra de 350 milhões de vacinas e que terá imunizada toda a população brasileira até ao final de 2021, o atraso dos laboratórios na entrega dos imunizantes ameaçam o cumprimento dessa meta.

Segundo informações do portal de notícias G1, o Ministério da Saúde enviou um ofício na quinta-feira ao Instituto Butantan em que afirma ter intenção de compra de mais 30 milhões de doses da CoronaVac, vacina desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac.

O Brasil é o país lusófono mais afetado pela pandemia e um dos mais atingidos no mundo ao contabilizar 243.457 mil vítimas mortais e mais de 10 milhões de casos confirmados de covid-19.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.441.926 mortos no mundo, resultantes de mais de 110,2 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Leia Também: MNE anuncia data de voo humanitário para regresso de cidadãos do Brasil

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório