Meteorologia

  • 25 SETEMBRO 2021
Tempo
21º
MIN 16º MÁX 23º

Edição

Líbia: Turquia saúda designação do executivo de transição

A Turquia saudou hoje a designação de um primeiro-ministro e de um Conselho presidencial transitórios pelos participantes no diálogo inter-líbio reunidos sob os auspícios da ONU.

Líbia: Turquia saúda designação do executivo de transição
Notícias ao Minuto

19:23 - 05/02/21 por Lusa

Mundo Líbia

"Congratulamo-nos com a designação de um primeiro-ministro e de Conselho presidencial na sequência das eleições efetuadas pelo diálogo inter-líbio", declarou o Ministério dos Negócios Estrangeiros turco em comunicado.

Ancara também afirmou a sua convicção na "oportunidade" que representa esta designação para assegurar a "integridade territorial e a unidade política" da Líbia.

Os participantes no diálogo inter-líbio reunidos por iniciativa da ONU elegeram hoje, e com surpresa, Abdul Hamid Dbeibah como primeiro-ministro de transição, com o objetivo de preparar as eleições nacionais de 24 de dezembro.

Após a queda do regime de Muammar Kadhafi em 2011, na sequência de uma revolta interna e uma decisiva intervenção aérea de forças da NATO (em que a França se destacou juntamente com Reino Unido e Estados Unidos), a Líbia resvalou para uma situação de caos, com contínuos conflitos e lutas pelo poder.

Em 2020, a intervenção da Turquia alterou o equilíbrio de forças no terreno, debilitando e fazendo retroceder o Exército Nacional Líbio do marechal dissidente Khalifa Haftar -- quera apoiado no conflito pelo Egito, Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, França e alegadamente a Rússia -- que domina o leste em torno da cidade de Bengazi e parte do sul do país.

Após o falhanço da ofensiva de Haftar em direção a Tripoli, onde está sediado o Governo de Acordo Nacional (GAN) reconhecido pela ONU e apoiado pela Turquia, Catar, e com menos ênfase pela Tunísia e Itália, os dois campos concluíram um cessar-fogo e iniciaram conversações.

No entanto, o acordo militar entre Ancara e o GAN foi prolongado em 22 de dezembro pelo parlamento turco por 18 meses.

No decurso de uma reunião no final de janeiro por videoconferência no conselho de Segurança da ONU, o embaixador interino norte-americano na ONU pediu à Turquia e à Rússia que iniciassem "imediatamente a retirada das suas forças" da Líbia.

Numa reação ao anúncio de hoje, o chefe do GAN, Fayez al-Sarraj, também se felicitou pela designação do Governo de transição e desejou "sucesso" à sua missão.

"Felicitamo-nos pelo sucesso do Fórum do diálogo político líbio com a designação de um novo executivo e felicito aqueles que foram escolhidos para dirigir estas responsabilidades (...) neste período difícil", indicou em comunicado difundido na página do GAN na rede social Facebook.

Leia Também: Líbia: Abdul Dbeibah eleito primeiro-ministro do Governo de transição

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório