Meteorologia

  • 23 SETEMBRO 2021
Tempo
19º
MIN 16º MÁX 23º

Edição

Associação alerta para casos numa escola em Gabu, leste da Guiné-Bissau

O coordenador de uma equipa de combate ao coronavírus em Gabu, leste da Guiné-Bissau, Saico Embaló, disse hoje à Lusa que uma escola da cidade continua a funcionar apesar de ter "cinco casos de infeção" pela covid-19.

Associação alerta para casos numa escola em Gabu, leste da Guiné-Bissau
Notícias ao Minuto

12:53 - 27/01/21 por Lusa

Mundo Covid-19

Gabu, cidade situada a cerca de 200 quilómetros de Bissau, é considerada a segunda capital comercial da Guiné-Bissau.

Saico Embaló indicou que a escola privada funciona "com um grande número de alunos" do primeiro ao 11.º ano e é a maior de Gabu.

O responsável suspeita que o estabelecimento ainda não foi encerrado porque também acolhe, durante a noite, um curso de formação de professores.

"Seja como for, defendemos que a escola deve ser fechada provisoriamente e que todos os alunos e funcionários sejam submetidos a testes. Também o lugar deve ser desinfetado", observou Saico Embaló.

O próprio filho dos dirigentes chegou a casa na segunda-feira com queixas de dores na garganta e febre alta.

"O meu filho disse-me que estão a dizer que há coronavírus na escola", disse Saico Embaló que acabaria por ter a confirmação da denúncia do filho junto dos responsáveis da escola que admitem a existência de, pelo menos, cinco casos confirmados após os testes.

Saico Embalo tem um encontro marcado ainda hoje com o diretor regional da saúde e o representante da OMS em Gabu, a quem vai pedir que seja encerrada a escola e que todos os funcionários e alunos sejam submetidos a testes.

"O hospital diz que os testes podem chegar (de Bissau) a qualquer momento", referiu Saico Embaló.

O Governo guineense suspendeu as aulas em Bissau e propôs ao Presidente do país, Umaro Sissoco Embaló, que seja decretado estado de calamidade à saúde pública por um período de 30 dias.

De acordo com o boletim diário do Alto-Comissariado contra a covid-19, publicado na segunda-feira, a Guiné-Bissau regista 71 casos ativos o que perfaz um total acumulado de 2.542 casos desde que foram detetadas as primeiras infeções em março de 2020

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório