Meteorologia

  • 03 MARçO 2021
Tempo
19º
MIN 10º MÁX 21º

Edição

Empresas de bebidas espirituosas pedem suspensão das tarifas adicionais

As empresas europeias e norte-americanas de bebidas espirituosas pediram hoje aos EUA e Comissão Europeia a suspensão imediata das tarifas adicionais e "retaliatórias" sobre o comércio transatlântico.

Empresas de bebidas espirituosas pedem suspensão das tarifas adicionais
Notícias ao Minuto

12:09 - 27/01/21 por Lusa

Mundo EUA

A informação foi divulgada pela Associação Nacional de Empresas de Bebidas Espirituosas (ANEBE) que integra a spiritsEUROPE (spirits.eu), associação que representa o setor de bebidas espirituosas da Europa.

Segundo a ANEBE, 72 associações empresariais internacionais fizeram "um apelo urgente à remoção ou suspensão imediata de todas as tarifas adicionais e retaliatórias que afetam atualmente o comércio transatlântico" numa carta dirigida à nova administração norte-americana, liderada por Joe Biden, e à Presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen.

"A suspensão destas tarifas é uma necessidade urgente para enfrentarmos os danos económicos que as nossas indústrias enfrentam atualmente, além de ser um passo positivo para o restabelecimento de uma relação comercial transatlântica cooperante", referem os signatários do documento.

A ANEBE lembra que em 2019, a Organização Mundial do Comércio autorizou os EUA a aplicarem tarifas alfandegárias às importações oriundas da União Europeia até um valor máximo anual de cerca de 7,5 mil milhões de dólares.

No final de 2020, os EUA anunciaram um novo aumento de tarifas sobre alguns produtos da União Europeia, incluindo acessórios de aeronáutica e vinhos não frisantes, bem como conhaques e outros brandies, tarifas adicionais que surgem depois da União Europeia ter decretado, no mês anterior, taxas aduaneiras sobre o equivalente a 4,0 mil milhões de dólares de produtos provenientes dos EUA.

"A atual pandemia e o necessário encerramento de negócios não-essenciais continuam a afetar a economia global, incluindo os nossos setores que suportam milhares de empregos em ambos os lados do Atlântico", referem.

"O prolongamento das disputas comerciais EUA-UE e a imposição de tarifas adicionais, que continuam a pressionar o comércio transatlântico, agravaram uma situação já de si difícil. Atendendo aos danos sofridos em 2020, e que permanecem, não podemos permitir que esta situação se prolongue. Acreditamos que a suspensão imediata destas tarifas é fundamental e um estímulo económico importante no momento em que é mais necessário", pode ler-se na carta enviada aos responsáveis políticos, acrescentam.

O secretário-geral da ANEBE, João Vargas, nomeado pela spiritsEUROPE para liderar a coordenação das políticas de apoio à recuperação económica e responsável pela relação com a presidência portuguesa da União Europeia, refere que "estão criadas as condições para a reversão imediata de algumas tarifas com pouco racional económico, como por exemplo rum, brandies e licores que foram um resultado da escalada de tensões comerciais nos últimos anos, sob a administração Trump".

"O tom das negociações irá certamente mudar e, apesar de possivelmente terem de existir cedências de parte a parte, penso estarem reunidas as condições para o apaziguamento das relações comerciais transatlânticas. Dada a atual situação económica, seria de louvar que os responsáveis políticos o traduzissem rapidamente em medidas concretas", acrescenta.

Leia Também: Madeira proíbe consumo de bebidas à porta de bares e restaurantes

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório