Meteorologia

  • 03 MARçO 2021
Tempo
21º
MIN 10º MÁX 21º

Edição

Angola notifica mais 77 casos, uma morte e 61 recuperações

Angola registou nas últimas 24 horas 77 novos casos de covid-19 e mais uma morte, e foram considerados recuperados 61 pacientes, de acordo com o boletim epidemiológico das autoridades sanitárias.

Angola notifica mais 77 casos, uma morte e 61 recuperações
Notícias ao Minuto

18:35 - 26/01/21 por Lusa

Mundo Covid-19

As novas infeções foram diagnosticadas em Luanda (39), Moxico (21), Bié, Huambo (06), Benguela (02) e Cuanza Sul (01), sendo 54 casos do sexo masculino e 23 do sexo feminino, com idades entre 8 e 81 anos.

Neste período foi notificado mais um óbito, bem como 61 doentes considerados recuperados, com idades que variam dos 6 aos 72 anos.

Os laboratórios processaram 1.708 amostras, num cumulativo de 353.356, com uma taxa de positividade de 5,5%.

Com os novos dados, Angola contabiliza agora 19.553 casos, dos quais 17.388 dados como recuperados, 1.703 ativos e 462 óbitos, encontrando-se internados 192 doentes.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.140.687 mortos resultantes de mais de 99,6 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

África registou nas últimas 24 horas mais 605 mortes por covid-19 para um total de 85.883 óbitos, e 17.195 novos casos de infeção, segundo os últimos dados oficiais da pandemia no continente.

De acordo com o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), o número total de infetados é de 3.455.328 e o de recuperados nos 55 Estados-membros da organização nas últimas 24 horas foi de 27.567, para um total de 2.930.863 desde o início da pandemia.

A África Austral continua como a região mais afetada, com 1.643.547 infetados e 45.220 mortos. Só a África do Sul, o país mais atingido pela covid-19 no continente, regista 1.417.537 casos e 41.117 mortes.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Leia Também: Autoridades angolanas negam sequestros e raptos em Luanda

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório