Meteorologia

  • 02 MARçO 2021
Tempo
10º
MIN 8º MÁX 18º

Edição

Irão diz que acordo nuclear está nas mãos da administração Biden

O Presidente do Irão, Hassan Rohani, garantiu hoje que o futuro do acordo nuclear está nas mãos da nova administração norte-americana, liderada por Joe Biden, e comemorou o fim do mandato do "tirano" Donald Trump.

Irão diz que acordo nuclear está nas mãos da administração Biden

"A bola está agora do lado dos Estados Unidos. Se cumprirem os seus compromissos (relativos ao acordo nuclear), também cumpriremos", sublinhou Rohani, pedindo a Biden que volte à "legalidade".

O Presidente iraniano afirmou ainda que "Trump está morto e que sua vida política terminou, mas o acordo nuclear sobreviveu".

O acordo nuclear, assinado em 2015 entre o Irão e seis grandes potências -- EUA, China, Rússia, Alemanha, França e Reino Unido (5 + 1) - para limitar o programa nuclear iraniano em troca do levantamento de algumas das sanções internacionais, foi abandonado unilateralmente pelos Estados Unidos em 2018.

Em resposta à decisão norte-americana e ao fracasso dos outros signatários em se oporem a sanções unilaterais dos Estados Unidos, o Irão foi gradualmente deixando de cumprir o acordo, incluindo o limite que tinha ao enriquecimento de urânio.

No seu discurso de hoje, Rohani defendeu que "cabe agora aos 5+1 cumprirem as suas obrigações".

Rohani também expressou a sua alegria pelo fim do mandato de Donald Trump, que é hoje substituído na Casa Branca por Joe Biden.

"Hoje encerra-se para sempre o negro serviço de Trump, um exemplo da queda dos opressores", sublinhou Rohani, descrevendo as políticas internas e externas adotadas pelo Presidente cessante dos Estados Unidos como "inadequadas e autoritárias" e o próprio Donald Trump como um "tirano estúpido e terrorista".

Segundo o Presidente iraniano, "o legado de Trump ao seu país foi a criação de uma sociedade bipolar" o que levou "Washington a tornar-se num quartel-general militar" para a posse de Biden.

Desde que os resultados das eleições presidenciais dos Estados Unidos foram divulgados, o Irão tem instado Biden a regressar aos seus compromissos relativo ao acordo nuclear, algo que o futuro Presidente dos Estados Unidos já indicou que pretende fazer, embora com novas condições.

A tensão entre os dois países aumentou ainda mais desde o assassinato do comandante dos Guardiões da Revolução Iraniana, Qasem Soleimani, pelos Estados Unidos, em janeiro de 2020, no aeroporto internacional de Bagdad.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório