Meteorologia

  • 02 MARçO 2021
Tempo
MIN 8º MÁX 18º

Edição

UE e Reino Unido estão a negociar memorando sobre serviços financeiros

A União Europeia e o Reino Unido estão a negociar um memorando de entendimento para dar mais acesso do setor dos serviços financeiros britânico ao Mercado Único, adiantou hoje o embaixador da UE em Londres, João Vale de Almeida. 

UE e Reino Unido estão a negociar memorando sobre serviços financeiros
Notícias ao Minuto

17:44 - 19/01/21 por Lusa

Mundo Brexit

"É muito importante para os reguladores partilharem um entendimento dos problemas porque estão a lidar com multinacionais, por isso é importante partilharem boas práticas e chamar a atenção sobre os riscos em causa. Estamos a discutir um memorando de entendimento que nos vai permitir cooperar. Fazemo-lo com os EUA e queremos o mesmo com o Reino Unido", disse.

João Vale de Almeida fez o anúncio durante uma palestra intitulada 'As relações futuras entre o Reino Unido e a UE' organizada pelo centro de estudos conservador britânico Bright Blue. 

Apesar de o Acordo de Comércio e Cooperação pós-'Brexit' ter garantido ao acesso mútuo aos mercados sem quotas nem taxas para produtos, deixou de fora os serviços financeiros, um dos setores mais importantes no Reino Unido, representativo de cerca de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) e 2,3 milhões de postos de trabalho. 

O diplomata português lembrou que o Acordo permite que as instituições financeiras britânicas operem no espaço europeu através do estabelecimento de subsidiárias e que a UE atribuiu equivalência ao Reino Unido para duas atividades, liquidação (clearing) e sistemas centralizados de valores mobiliários (central securities depositaries).

"É um mito que não existe nada em termos financeiros neste acordo. (...) Estamos a trabalhar sobre outras equivalências e vão chegar quando existirem condições. Não é castigo, é uma questão de aguardar mais elementos", justificou.

Concluído o processo do 'Brexit', mesmo se foi "doloroso", Vale de Almeida disse ser altura de "avançar em frente, virar a página e construir um ciclo virtuoso" na relação entre os 27 e o Reino Unido, lembrando que ambos partilham valores fundamentais de democracia, respeito pelo Estado de Direito e direitos humanos defesa de uma ordem internacional baseada em regras. 

O embaixador europeu disse que Bruxelas quer colaborar com Londres no âmbito do G7 na questão da recuperação da pandemia covid-19 e no combate às alterações climáticas na cimeira COP26, as quais o Reino Unido preside este ano, e também, juntamente com os Estados Unidos, na reforma da Organização Mundial do Comércio (OMC). 

"A Organização Mundial do Comércio está bloqueada, em grande parte por causa do EUA, mas não só, precisa desesperadamente de reforma e de dinamização. Se juntarmos esforços, os EUA, a UE e o Reino Unido, podemos fazer muito para adaptar e reformar a OMC na direção que serve os nossos interesses", adiantou. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório