Meteorologia

  • 05 MARçO 2021
Tempo
14º
MIN 10º MÁX 16º

Edição

Confrontos entre tribos no Darfur do Sul resultam em pelo menos 47 mortos

Confrontos ocorridos hoje entre tribos no Darfur do Sul, oeste do Sudão, resultaram em, pelo menos, 47 mortos, segundo um chefe tribal, elevando para mais de uma centena o número de mortos na região nas últimas 48 horas.

Confrontos entre tribos no Darfur do Sul resultam em pelo menos 47 mortos
Notícias ao Minuto

14:07 - 18/01/21 por Lusa

Mundo Conflitos

Homens "da tribo árabe Rizeigat, em veículos, motos e camelos, lançaram um ataque à aldeia de Saadoun, onde vive a tribo Fallata", revelou em declarações à AFP, Mohamed Saleh.

"Várias casas foram incendiadas" durante o assalto, acrescentou.

No estado de Darfur Ocidental, um segundo estado na vasta região do Darfur, uma sucessão de incidentes violentos resultou em mais de 80 pessoas mortas nos últimos dois dias, apenas duas semanas depois de ter terminado a missão de paz conjunta das Nações Unidas e da União Africana (UNAMID), presente no país durante 13 anos até 31 de dezembro último.

"O número de mortos nos sangrentos acontecimentos que tiveram lugar em El-Geneina, a capital do Darfur Ocidental, aumentou desde a manhã de sábado (...), totalizando 83 mortos e 160 feridos, incluindo membros das forças armadas", avançou este domingo através da rede social Twitter o Comité Central dos Médicos Sudaneses, uma entidade próxima do movimento de protesto que levou no ano passado à queda do Presidente Omar al-Bashir.

Embora a violência tenha diminuído de intensidade, os confrontos sobre o acesso a terras e água entre os pastores árabes nómadas e os agricultores no Darfur continuam a ser frequentes.

Programada para começar em janeiro de 2021, a retirada gradual das tropas da UNAMID será repartida por seis meses. O governo sudanês deve assumir a responsabilidade pela proteção da população da região.

Uma vez concluída a retirada da UNAMID, que contava em 31 de dezembro com 16.000 soldados no Sudão, a ONU permanecerá no país através da Missão Integrada de Assistência Transitória das Nações Unidas no Sudão (UNAMIS).

Esta missão política será encarregada de assistir o governo de transição, instalado em agosto de 2019 e resultante de um acordo entre os militares e os líderes do movimento de oposição.

A UNAMIS ajudará ainda a implementar os acordos de paz recentes em áreas devastadas por conflitos. O governo de transição sudanês - instalado após a queda de al-Bashir em abril de 2019, após meses de protestos populares - assinou um acordo de paz em outubro com vários grupos rebeldes, nomeadamente do Darfur.

O conflito no Darfur, que começou em 2003 entre forças leais ao regime de Cartum e rebeldes, resultou em cerca de 300.000 mortos e mais de 2,5 milhões de deslocados, na sua maioria nos primeiros anos, de acordo com as Nações Unidas.

Omar al-Bashir, na prisão, e outros funcionários sudaneses são procurados pelo Tribunal Penal Internacional (TPI) por "crimes contra a humanidade" e "genocídio" em Darfur.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório