Meteorologia

  • 18 SETEMBRO 2021
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 24º

Edição

Vacinas: Juventude do Partido Popular Europeu quer combater desinformação

A Juventude do Partido Popular Europeu defendeu hoje o combate às notícias falsas em torno das vacinas contra a covid-19, por considerar que estão em causa "argumentos anti científicos" que levam a outra "perigosa pandemia", a da desinformação.

Vacinas: Juventude do Partido Popular Europeu quer combater desinformação

"Enquanto preparam o plano de vacinação contra o coronavírus, os especialistas em saúde pública enfrentam outra perigosa pandemia: a pandemia da desinformação", alerta a Juventude do Partido Popular Europeu (PPE) numa declaração política hoje divulgada.

No documento -- subscrito pelo presidente do PPE, Donald Tusk, pelo líder da bancada parlamentar, Manfred Weber, e ainda pela presidente desta juventude partidária, Lídia Pereira, e pelos líderes da JSD, Alexandre Poço, e da JP, Francisco Mota -- são denunciadas as "sofisticadas campanhas anti vacinação, suportadas com argumentos anticientíficos e linguagem emotiva, [que] procuram manipular os sentimentos e as opiniões".

O objetivo de tais 'fake news' é apenas "descredibilizar décadas de progresso médico e científico", criticam.

"Enquanto líderes políticos, devemos aos nossos cientistas e investigadores o confronto a esta pandemia de desinformação que procura desvalorizar os seus esforços e espalhar um sentimento de dúvida entre a população", adiantam os signatários desta declaração política, a que a Lusa teve acesso.

A Juventude do Partido Popular Europeu diz, ainda, "posicionar-se na frente desta luta em defesa da ciência e da definição de políticas públicas baseadas em evidências científicas".

Desde o final de dezembro está em curso na União Europeia o processo de vacinação na UE com o fármaco da Pfizer/BioNTech e espera-se que o mesmo aconteça com o da Moderna dentro de dias.

Até final do mês, a Agência Europeia de Medicamentos deverá dar 'luz verde' à vacina da farmacêutica AstraZeneca com a universidade de Oxford contra a covid-19.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.994.833 mortos resultantes de mais de 93 milhões de casos de infeção em todo o mundo.

Em Portugal, morreram 8.543 pessoas dos 528.469 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Leia Também: AO MINUTO: Professores não são grupo de risco; Espanha com novo máximo

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório