Meteorologia

  • 02 MARçO 2021
Tempo
10º
MIN 8º MÁX 18º

Edição

Justiça arquiva investigação a ativistas com ligações a terrorista

A justiça da Áustria arquivou uma investigação que tinha como alvo ativistas de extrema-direita com ligações a um ato terrorista em Christchurch, na Nova Zelândia, disse hoje a Procuradoria austríaca.

Justiça arquiva investigação a ativistas com ligações a terrorista
Notícias ao Minuto

13:59 - 15/01/21 por Lusa

Mundo Áustria

Em 2018, o cofundador do Movimento Identitário da Áustria (IBÖ), Martin Sellner, recebeu 1.500 euros do australiano Brenton Tarrant.

Em março de 2019 Tarrant realizou ataques contra os muçulmanos em Christchurch e a justiça austríaca procurou saber se os ativistas do IBÖ estavam envolvidos.

Martin Sellner admitiu ter mantido contacto regular com Brenton Tarrant e a Procuradoria abriu uma investigação por "participação numa organização terrorista". Buscas foram realizadas na casa de Sellner.

Entretanto, esta investigação "foi abandonada", disse hoje à agência de notícias AFP o procurador do tribunal regional de Graz, Hansjörg Bacher.

No final de 2019, "o Tribunal Regional Superior de Graz decidiu que a busca contra mim era ilegal e que nunca houve nenhum perigo que a justificasse", disse Martin Sellner, entrevistado hoje pela AFP.

Sellner acrescentou que foi informado do fim da investigação após a rejeição do recurso da procuradoria, a 24 de dezembro, que também visava a sua mulher e o IBÖ.

Outra investigação por "fraude" continua, porém, suspensa, segundo a agência de notícias APA.

A Áustria está a preparar atualmente a uma lei de combate ao terrorismo após um ataque islâmico e quer proibir o uso do símbolo do grupo IBÖ.

Em 02 de novembro, quatro pessoas foram mortas na capital austríaca. Um austro-macedónio que afirmava pertencer ao Estado Islâmico foi morto a tiros pela polícia.

Em 15 de março de 2019, o supremacista branco Brenton Tarrant matou 51 muçulmanos em duas mesquitas em Christchurch, na Nova Zelândia.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório