Meteorologia

  • 07 MARçO 2021
Tempo
15º
MIN 11º MÁX 18º

Edição

As imagens e os apelos de Manaus, que desespera sem oxigénio

O ministro da Saúde brasileiro, Eduardo Pazuello, admitiu na quinta-feira que Manaus vive um colapso no atendimento de saúde.

A falta de oxigénio nos hospitais de Manaus deixou a cidade em desespero. Nas redes sociais, são vários os vídeos partilhados que retratam a aflição de quem vê os familiares sucumbir à falta de oxigénio.

Num vídeo divulgado nas redes sociais é possível ver várias pessoas a transportar uma botija de gás para uma unidade hospitalar.

Mas esta situação não é única, e num outro vídeo é possível ouvir o relato desesperado de uma mulher.

"Há gente a morrer sufocada porque não consegue respirar. Há um genocídio a acontecer", ouve-se.

Num terceiro vídeo, um médico pede aos cidadãos que, se tiverem botijas disponíveis, as deixem nos hospitais.

A falta de oxigénio nos hospitais foi divulgada inicialmente pelo investigador Jesem Orellana, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) na Amazónia, que disse ter recebido vídeos, áudios e relatos telefónicos de pessoas que atuam na linha de frente de unidades de saúde com informações dramáticas.

A gravíssima situação levou o governador do estado brasileiro do Amazonas, Wilson Lima, a determinar o recolher obrigatório na capital regional, proibindo a circulação de pessoas entre as 19h00 e as 06h00, assim como a encerrar todas as atividades comerciais.

De acordo com o G1, chegaram a Manaus, na madrugada desta sexta-feira, dois aviões da Força Aérea brasileira carregados com botijas de oxigénio, vindos de Guarulhos. No total, terão sido transportados 386 botijas.

"Um governo irresponsável, genocida, que não toma medidas"

Na noite de quinta-feira, o PT [Partido dos Trabalhadores] informou que acionou o Supremo Tribunal Federal (STF) para exigir que o governo brasileiro garanta oxigénio, mobilize a Força Nacional (polícias federais e agentes de segurança estaduais) para reforçar a segurança pública e envie médicos de outras regiões para atender a população de Manaus.

"É uma situação muito triste o que está a acontecer no estado do Amazonas, em Manaus. Um Governo irresponsável, genocida, que não toma as medidas mínimas para salvar vidas", declarou a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, justificando a ação entregue ao STF.

Também o deputado federal Delegado Pablo, do Partido Social Liberal (PSL), deu entrada, na quinta-feira, de um pedido de intervenção federal na saúde estadual do Amazonas.

Ao lado de Jair Bolsonaro, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, admitiu na quinta-feira que Manaus vive um colapso no atendimento de saúde e disse que seis aeronaves levarão oxigénio à região.

Leia Também: AO MINUTO: Portugal confinado; Cercas em S. Miguel a partir de hoje

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório