Meteorologia

  • 21 JANEIRO 2021
Tempo
14º
MIN 12º MÁX 16º

Edição

Procurador pede cinco anos de prisão para magnata acusado de suborno

O Ministério Público pediu hoje cinco anos de prisão para o magnata franco-israelita Beny Steinmetz, que está a ser julgado na Suíça acusado de corrupção num alegado esquema para ganhar concessões mineiras na Guiné-Conacri.

Procurador pede cinco anos de prisão para magnata acusado de suborno

"Pedimos uma pena de cinco anos de privação de liberdade", declarou o procurador Yves Bertossa, no quarto dia do julgamento que decorre num tribunal de Genebra.

Neste caso, em que a Guiné-Conacri tem o estatuto de lesado, o procurador solicitou também a fixação de uma indemnização de 50 milhões de francos suíços (46 milhões de euros).

A sentença está prevista para 22 de janeiro, sendo esperado que a defesa peça a absolvição. Há ainda a possibilidade de recurso.

O caso remonta ao início dos anos 2000 e em causa está o alegado pagamento de milhões a uma ex-mulher do falecido Presidente Lansana Conté para conseguir a concessão de direitos de mineração de vastos depósitos de minério de ferro na região sudeste da Guiné-Conacri, em detrimento de um empresário rival.

Alguns fundos teriam transitado pela Suíça num caso que foi investigado na Europa, África e Estados Unidos.

O Ministério Público argumenta que Steinmetz estabeleceu um pacto de corrupção com Conté, que governou a Guiné-Conacri de 1984 a 2008, e a sua quarta esposa, Mamadie Touré, envolvendo o pagamento de quase 10 milhões de dólares.

Beny Steinmetz, 64 anos, que residia em Genebra quando ocorreram os factos que lhe são imputados, contesta as conclusões a que chegou o Ministério Público após uma investigação que durou seis anos.

Leia Também: Magnata israelita acusado de suborno na Guiné-Conacri julgado em Genebra

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório