Meteorologia

  • 21 JANEIRO 2021
Tempo
14º
MIN 12º MÁX 16º

Edição

Primeiro processo judicial por morte de idoso após dois meses sem luz

Idoso, que morava num bairro de lata, em Madrid, não tinha problemas de saúde e adoeceu muito rapidamente após ficar sem luz e sem aquecimento.

Primeiro processo judicial por morte de idoso após dois meses sem luz

A família de um idoso que morreu no passado dia 2 de janeiro interpôs um processo contra a Comunidade de Madrid e contra a empresa elétrica Naturgy, acusando-os diretamente de um alegado delito de omissão do dever de socorro, relacionado com o corte de eletricidade em casa do familiar, no bairro de lata Cañada Real, na capital espanhola.

A denúncia, que foi esta quarta-feira apresentada no Tribunal de Madrid e na Comissão de Proteção de Idosos, tem como intuito apurar a relação da morte do idoso com o corte de eletricidade e o não restabelecimento do mesmo, de acordo com o El Mundo.

A Comissão de Cañada Real Galiana, parte da Comunidade de Madrid, deveria observar um pacto assinado em 2017 ('Pacto por la Cañada Real'), em que se comprometia a proteger a população daquele bairro.

O idoso, de 74 anos de idade, estava bem de saúde e não tinha doenças associadas relevantes antes do corte de eletricidade, de acordo com o advogado da família. Porém, depois de mais de dois meses sem luz, a partir do dia 17 de dezembro começou a ficar doente, referindo muitas vezes que tinha muito frio e que se encontrava indisposto, apresentando sintomas de constipação.

A condição de saúde piorou em pouco tempo por causa do frio intenso e da falta de fornecimento elétrico em sua casa, de acordo com o processo. O estado psicológico do idoso também foi afetado, dizendo o advogado que ele se mostrava deprimido por não ter luz e que não entendia por que não podia ter aquecimento, permanecendo muito calado e pessimista em relação à situação.

Recorde-se que a maior parte do território espanhol encontra-se debaixo da maior onda de frio das últimas duas décadas, com 12 das suas 17 comunidades autónomas em alerta para temperaturas mínimas extremas de até 16 graus abaixo de zero.

Na região de Madrid, todas as instituições de ensino estão encerradas até à próxima segunda-feira, assim como diversos serviços públicos.

Leia Também: Multidão arromba camião bloqueado pela neve e rouba 20 mil kg de comida

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório