Meteorologia

  • 21 OUTUBRO 2021
Tempo
20º
MIN 16º MÁX 23º

Edição

Morreu criança que Covid-19 impediu de viajar para tratar cancro

Família juntou dinheiro para pagar tratamentos, mas a pandemia travou a tentativa de encontrar cura para a doença.

Morreu criança que Covid-19 impediu de viajar para tratar cancro

Eva Williams, de dez anos, morreu vítima de um cancro cerebral, depois de a pandemia ter impedido que viajasse para os EUA para receber tratamento para a doença.

A menina, do País de Gales, tinha viagem marcada para Nova Iorque em abril, depois de a família ter conseguido juntar 300 mil libras para as despesas médicas.

Mas a família foi impedida de viajar devido às restrições impostas pela pandemia e o cancro evoluiu rapidamente, ao ponto de os médicos considerarem que Eva já não estava apta a receber o tratamento.

A criança foi diagnosticada com um raro glioma pontino intrínseco difuso em dezembro de 2019, após se ter queixado de tonturas e visão turva. O pai de Eva confirmou que esta morreu na sexta-feira.

"Nas últimas semanas, a Eva perdeu a sua capacidade de falar, comer e beber, e sofreu mais do que qualquer criança deveria sofrer. Vê-la, ainda assim, a lutar todos os dias foi de partir o coração", afirma o pai, citado pelo Metro britânico.

Este lamenta sobretudo o facto de não terem chegado a saber se os tratamentos podiam, ou não, ter feito a diferença neste desfecho.

"A oportunidade de tentar foi-nos tirada pela Covid-19. E isso faz-nos sentir que errámos", lamenta.

Leia Também: AO MINUTO: Maior nº de mortes num dia e mais 213 internados em Portugal

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório