Meteorologia

  • 27 JANEIRO 2021
Tempo
15º
MIN 13º MÁX 19º

Edição

EUA. Exército pondera deixar agentes com armas antes da tomada de posse

O Departamento do Exército norte-americano está a ponderar a ideia de permitir aos agentes da Guarda Nacional usarem armas de fogo em Washington D.C. antes da tomada de posse de Joe Biden como Presidente dos Estados Unidos.

EUA. Exército pondera deixar agentes com armas antes da tomada de posse
Notícias ao Minuto

21:02 - 08/01/21 por Lusa

Mundo EUA

Em declarações à agência noticiosa Associated Press (AP), o secretário do Exército norte-americano, Ryan McCarthy, afirmou que estão a ser analisadas as restrições ao uso da força pelos membros da Guarda Nacional e que estes poderão vir a utilizar bastões e armas de fogo em Washington D.C. para conter eventuais novos protestos em torno da posse de Biden, a 20 deste mês.

Segundo McCarthy, quaisquer alterações às restrições serão determinadas pelo conjunto dos serviços secretos e das forças de segurança, que estão a analisar o que se poderá passar nos próximos dias em termos de potenciais ameaças.

O governante norte-americano adiantou, porém, que deverão permitir aos agentes da Guarda Nacional serem portadores de espingardas M-4 ou Berettas de nove milímetros, tudo devendo ficar definido dentro de um ou dois dias.

A revisão das restrições reflete as preocupações sobre a segurança dos agentes da Guarda Nacional, na sequência dos incidentes de quarta-feira no Capitólio, em Washington. Por outro lado, põe em causa as restrições que proíbem o recurso a militares para reforço da lei no país.

Permitir que a Guarda Nacional utilize armas de fogo militares vai ao encontro dos profundos receios sobre qualquer coisa que sugira que as tropas norte-americanas estejam a ser usadas contra a própria população no próprio território dos Estados Unidos.

Em junho, após a caótica resposta policial aos protestos nas ruas de Washington relacionados com a morte do afro-americano George Floyd pela polícia em Minneapolis, alguns críticos advertiram para os perigos de uma militarização em excesso para conter o problema.

O candidato democrata Joe Biden vai ser empossado como Presidente dos Estados unidos a 20 deste mês, depois de ter vencido as eleições de 03 de novembro de 2020, derrotando o ainda chefe de Estado Donald Trump.

Leia Também: Biden congratula-se pela ausência de Trump da sua tomada de posse

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório