Meteorologia

  • 27 JANEIRO 2021
Tempo
15º
MIN 13º MÁX 19º

Edição

Homem que matou a tiro pastor metodista no Texas acusado de homicídio

O homem de 21 anos que se escondeu da polícia numa igreja do leste do Texas, Estados Unidos, no domingo, foi hoje acusado de homicídio em primeiro grau pela morte de um pastor metodista e de ferimentos em duas pessoas. 

Homem que matou a tiro pastor metodista no Texas acusado de homicídio
Notícias ao Minuto

08:43 - 04/01/21 por Lusa

Mundo EUA

As autoridades usaram cães treinados e aparelhos não tripulados (drones) nas buscas que começaram no sábado num bosque perto de Winona, 160 quilómetros a leste de Dallas, após uma perseguição automóvel.

O xerife Larry Smith disse em conferência de imprensa que o homem foi descoberto pelo pastor da igreja metodistas de Starrville quando se encontrava escondido na casa de banho do templo metodista. 

Smith, xerife do condado de Starrville, disse que as autoridades iniciaram a perseguição porque o homem era suspeito de brandir uma espingarda de canos cerrados através do teto conversível do veículo que conduzia no sábado.

As autoridades acreditam que o suspeito, identificando como Mytrez Deunte Woolen, 21 anos, residente em Marshall, estado do Texas, entrou no templo pouco depois das buscas terem abandonado a zona, nas primeiras horas da madrugada de domingo.  

O pastor Mark Allen McWilliams, 62 anos, sacou uma arma e disse a Woolen para se entregar mas o homem de 21 anos disparou contra o sacerdote, segundo informou o xerife.

McWilliams morreu no local sendo que uma pessoa que se encontrava no templo ficou ferida pelos disparos e outra apresenta ferimentos devido a uma queda no momento em que tentava sair da igreja.

Após os disparos Woolen roubou o carro do pastor mas acabou por ser preso pelas autoridades do condado de Harrison quando tentava fugir para leste. 

O xerife Larry Smith disse que Woolen recebeu tratamento hospitalar no domingo porque apresentava um ferimento de arma de fogo numa mão não sendo ainda claro como foi atingido.

Woolen foi acusado de agressão e homicídio e conduzido para a prisão do condado de Smith. 

De acordo com o gabinete do xerife, a mulher do pastor também se encontrava na igreja metodista, além das outras duas pessoas que ficaram feridas. 

Aparentemente, Woolen entrou no templo durante a fuga e nada indica que se tratou de um crime com motivos religiosos. 

Os acontecimentos do fim de semana acontecem praticamente um ano após o ataque de um homem armado contra uma igreja em Fort Worth, Texas, que fez dois mortos e que foi abatido por um membro da congregação que se encontrava no templo.

As autoridades do Texas elogiaram a atitude do membro da congregação que abateu o atacante sublinhando que evitou mais mortes, demonstrando a "eficácia" da lei que permite o uso de armas, incluindo a medida de 2019 que permite o uso de armas de fogo no interior dos locais de culto. 

A medida de 2019 foi aprovada na sequência do massacre na igreja Batista de Sutherland Springs onde um homem armado matou 12 pessoas durante uma cerimónia, antes de se suicidar com a arma do crime.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório