Meteorologia

  • 30 NOVEMBRO 2021
Tempo
MIN 7º MÁX 15º

Edição

Angola registou mais um óbito e 18 novas infeções nas últimas 24 horas

Angola registou hoje 18 casos positivos, uma morte e a recuperação e 74 pessoas, anunciaram as autoridades sanitárias angolanas, que referiram igualmente o total de 16.644 infeções, 387 óbitos e 9.592 doentes recuperados.

Angola registou mais um óbito e 18 novas infeções nas últimas 24 horas
Notícias ao Minuto

19:16 - 20/12/20 por Lusa

Mundo Covid-19

Segundo o secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda, os dados apontam igualmente para um total até à data de 6.665 casos ativos, dos quais cinco em estado crítico, três graves, 71 moderados, 136 leves e 6.450 assintomáticos.

Nos centros de tratamento, estão a ser acompanhados 216 doentes.

No que se refere ao trabalho dos laboratórios, foram processadas nas últimas 24 horas, apenas 879 amostras, razão pelo reduzido número de casos confirmados, em consequência de nem todos os laboratórios terem conseguido reportar os dados, indicou Franco Mufinda.

Até à data, foram registados um cumulativo de 285.699 amostras processadas, remetendo para uma taxa cumulativa de positividade de 5,8%.

Franco Mufinda referiu que numa comparação dos dados nas duas últimas semanas demonstram um decréscimo de casos, contudo, não significa a possibilidade de levar a um relaxamento das medidas de biossegurança.

"Mesmo com o uso da vacina devemos sempre continuar e havemos de assim proceder a observar as medidas de proteção individual e coletiva", defendeu.

Sobre a testagem nos pontos de entrada e saída da província de Luanda, sob cerca sanitária, o governante angolano afirmou que nas últimas 24 horas há a registar 967 pessoas testadas, sendo 854 homens e 113 mulheres, dos quais 47 tiveram resultado reativo, uma taxa de exposição de 4,9%, contudo, na testagem de confirmação não foi encontrado nenhum caso positivo.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.685 .785 mortos resultantes de mais de 76,2 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório