Meteorologia

  • 22 JANEIRO 2021
Tempo
14º
MIN 10º MÁX 15º

Edição

Pompeo convida centenas para festas com infeções a disparar nos EUA

Para uma das festas no Departamento de Estado foram enviados 900 convites.

Pompeo convida centenas para festas com infeções a disparar nos EUA

O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, está a organizar festas no Departamento de Estado para as quais está a convidar centenas de pessoas, de acordo com a CNN. Os eventos, que visam celebrar a época festiva, vão decorrer nas próximas semanas, contrariando os apelos dos especialistas de saúde para serem evitados grandes ajuntamentos de pessoas, numa altura em que os casos de contágio por coronavírus estão a disparar nos Estados Unidos.

Para um dos eventos, que vai ter lugar em meados de dezembro, foram enviados 900 convites, avança o The Washington Post. Para outra festa foram convidados 180 embaixadores estrangeiros nos Estados Unidos.

Contabilizando o calendário de eventos no Departamento de Estado, que está situado perto da Casa Branca, nas próximas semanas quase todos os dias vai haver uma festa, revelaram fontes citadas pela CNN.

As mesmas fontes garantiram que Mike Pompeo sente que pode organizar estas festas porque o presidente Donald Trump também organiza vários eventos.

Um porta-voz do Departamento de Estado enviou um comunicado para a estação televisiva no qual frisa que os eventos vão respeitar as diretrizes das autoridades de saúde. Vai ser medida a temperatura dos convidados, e estes terão de respeitar o distanciamento social e usar máscara.

No entanto, a realização destas festas está a gerar revolta entre os funcionários do Departamento de Estado, preocupados com o facto de o número elevado de pessoas nestes eventos poder propagar ainda mais o coronavírus.

Outro factor de indignação para os funcionários do Departamento de Estado são as indicações que receberam para não organizarem ajuntamentos na época festiva e maximizarem o teletrabalho desde o dia de Ação de Graças até janeiro. Agora, o Departamento de Estado organiza festas com centenas de pessoas e muitos dos seus funcionários terão de marcar presença nas mesmas, aumentando a exposição ao vírus SARS-CoV-2.

“O que faz o secretário de Estado Pompeo e a sua chefe de protocolo, Cam Henderson, pensarem que estão acima das regras e que têm o vírus sob controlo para organizarem várias festas, quando há literalmente uma pandemia violenta dentro do edifício que eles não conseguem resolver”, afirmou uma das fontes do Departamento de Estado à CNN.

Esta quarta-feira, a Universidade Johns Hopkins anunciou que os Estados Unidos registaram 2.731 óbitos e mais de 195 mil novos casos. O número total de mortes está a subir de forma significativa nas últimas semanas. Desde o início da pandemia já morreram 273 mil pessoas no país devido à Covid-19.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório