Meteorologia

  • 21 JANEIRO 2021
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 17º

Edição

Covid-19: Amnistia de presos no Sri Lanka após motim sangrento

Centenas de presos foram amnistiados hoje, no Sri Lanka, e milhares de outros serão libertados após um motim que causou nove mortos e 113 feridos, numa das numerosas prisões sobrelotadas do país onde se propaga a covid-19.

Covid-19: Amnistia de presos no Sri Lanka após motim sangrento
Notícias ao Minuto

12:07 - 01/12/20 por Lusa

Mundo Prisão

O motim, na prisão de Mahara, perto de Colombo, ocorreu na noite de domingo para segunda-feira, depois de se terem registado mais de 180 infetados, segundo as autoridades. Os presos exigiam ser libertados por temerem serem contaminados pelo novo coronavírus.

Os guardas da prisão de alta segurança, com cerca de 10.000 detidos, abriram fogo sobre os revoltosos, que incendiaram as cozinhas e um edifício administrativo, fazendo reféns dois guardas, segundo a polícia.

Hoje, o presidente Gotabaya Rajapaksa amnistiou 637 condenados em todo o país e o ministro da Justiça, Ali Sabry, declarou que o governo se esforça para acelerar a libertação sob fiança de milhares de prisioneiros em prisão preventiva para reduzir a população prisional.

Rajapaksa também demitiu a ministra das Reformas Penitenciárias, Sudharshini Fernandopulle, e transferiu-a para um novo ministério dedicado à luta contra a pandemia da covid-19.

Há semanas que as prisões do Sri Lanka estão em tumulto devido aos protestos contra as condições de detenção, à medida que os casos do novo coronavírus se multiplicam e depois das autoridades terem proibido as visitas.

As prisões têm pouco mais de 30.000 detidos, quase três vezes a sua capacidade, e cerca de 1.200 deles foram infetados. Segundo os números oficiais, dois prisioneiros morreram devido à covid-19.

A ilha de 21 milhões de habitantes conta com 118 mortos entre os quase 24.000 infetados com o novo coronavírus.

A pandemia de covid-19, transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019 na China, provocou pelo menos 1.460.018 mortos resultantes de mais de 62,7 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço da agência France Presse.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório