Meteorologia

  • 19 JANEIRO 2021
Tempo
13º
MIN 4º MÁX 14º

Edição

Seis mortos e 80 feridos em confrontos na sexta-feira em Nasiriyah

Pelo menos seis pessoas morreram e outras 80 ficaram feridas na cidade de Nasiriyah, no sul do Iraque, em confrontos entre manifestantes anti-poder e seguidores do clérigo xiita Muqtada al Sadr, na sexta-feira.

Seis mortos e 80 feridos em confrontos na sexta-feira em Nasiriyah
Notícias ao Minuto

18:41 - 28/11/20 por Lusa

Mundo Iraque

Um funcionário do departamento de estatísticas do hospital geral de Nasiriyah, Mohamed al Adly, disse hoje à agência espanhola EFE que na sexta-feira seis pessoas morreram e outras 80 ficaram feridas com gravidade em vários confrontos na Praça Al Habubi, naquela cidade iraquiana, uma dos pontos de concentração mais importantes dos protestos que começaram em outubro de 2019.

Nasiriyah foi palco de violentos confrontos depois de os apoiantes do líder religioso terem tentado invadir a praça, iniciando-se uma batalha campal, com paus e pedras, com membros do movimento anti-poder, nascido durante a revolta popular de outubro de 2019.

Como resultado da escalada da violência, o primeiro-ministro do Iraque, Mustafa al Kazemi, ordenou a demissão do chefe da polícia de Di Qar, província cuja capital é Nasiriyah, por não ter conseguido conter os confrontos que obrigaram o Governo a impor o recolher obrigatório naquela cidade do sul do Iraque.

Esses eventos aconteceram em paralelo a uma grande concentração de apoiantes de Al Sadr na Praça Tahrir de Bagdad, o epicentro dos protestos que derrubaram o governo anterior de Adel Abdelmahdi.

Dezenas de milhares de iraquianos concentraram-se na praça durante a oração muçulmana na sexta-feira, agitando bandeiras iraquianas e levantando imagens do clérigo xiita Moqtada al-Sadr, que, no início desta semana, pediu aos seus apoiantes que mostrassem o seu apoio nas ruas antes das eleições parlamentares antecipadas, em 6 de junho.

Hoje, desafiando o dever de confinamento, protestaram novamente em várias cidades do país, onde novos confrontos com a polícia levaram à morte de um manifestante.

Os confrontos também ocorreram durante a noite em Kut, onde um manifestante morreu em confrontos com as forças de segurança, de acordo com uma fonte policial que pediu anonimato.

As autoridades em Kut impuseram novas restrições na manhã de hoje e dispararam gás lacrimogéneo contra manifestantes.

Estes novos confrontos acontecem um ano depois da violência mais sangrenta do levantamento popular de 2019, quando dezenas de pessoas foram mortas em Nassiriyah.

O grande número de mortes gerou indignação no Iraque e levou à renúncia do então primeiro-ministro Adel Abdel Mahdi.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório