Meteorologia

  • 19 JANEIRO 2021
Tempo
MIN 4º MÁX 15º

Edição

Próximas estatísticas nos EUA devem ser erráticas devido ao feriado

Os números relativos aos testes ao novo coronavirus nos EUA devem apresentar um comportamento errático nos próximos dias, previram hoje vários peritos, devido à redução do número de testados e das horas de funcionamento dos locais de teste.

Próximas estatísticas nos EUA devem ser erráticas devido ao feriado
Notícias ao Minuto

23:50 - 27/11/20 por Lusa

Mundo Covid-19

Esta previsão decorre do encurtamento da semana pelo feriado do 'Thanksgiving' (Dia de Ação de Graças), agravado pelo facto de ter sido a uma quinta-feira, o que é propício a deslocações para aproveitar um fim de semana prolongado.

O resultado pode ser uma potencial queda no número de infeções reportadas, o que pode oferecer a ilusão que a propagação do vírus está a abrandar quando, de facto, estes números dizem pouco sobre a forma como os EUA estão a combatê-lo.

"Eu espero que as pessoas não interpretem mal os números e venham a pensar que não houve um crescimento forte de infeções em resultado do Thanksgiving, e acabem a fazer planos para o Natal, o Hanukkah [uma festa judaica] e viagens", disse Leana Wen, professora na Universidade George Washington e médica de emergência.

Um padrão similar tem sido observado em muitos fins de semana. Uma vez que alguns centros de testagem, laboratórios e serviços estaduais estão fechados aos sábados e domingos, os números das infeções caem com frequência ao domingo e segunda-feira, só subindo a partir de terça-feira.

Mark Rupp, professor e chefe do departamento de doenças infecciosas no Centro Médico da Universidade do Nebrasca, em Omaha, disse que o efeito do Thanksgiving deve ser uma versão aumentada dos números dos fins de semana.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.433.378 mortos resultantes de mais de 60,9 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Os EUA são o país com mais mortos (263.798) e também com mais casos de infeção confirmados (mais de 12,8 milhões).

Seguem-se, em número de mortos, o Brasil (171.974 mortos, mais de 6,2 milhões de casos), a Índia (135.715 mortos, mais de 9,3 milhões de infetados), o México (104.242 mortos, mais de um milhão infetados) e o Reino Unido (57.551 mortos, mais de 1,5 milhões de casos).

A França, com quase 2,2 milhões de casos (51.914 mortos), é o quarto país do mundo em número de infetados, depois de EUA, Índia e Brasil, seguindo-se a Rússia (mais de 2,2 milhões de casos, 38.558 mortos), a Espanha (mais de 1,6 milhões de casos, 44.668 mortos) e a Itália (mais de 1,5 milhões de casos, 53.667 mortos).

Portugal contabiliza pelo menos 4.276 mortos associados à covid-19 em 285.838 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório