Meteorologia

  • 15 JANEIRO 2021
Tempo
10º
MIN 8º MÁX 15º

Edição

Rússia com novos máximos de infeções diárias, mas menos mortes

A Rússia registou nas últimas 24 horas recordes de infeções pelo novo coronavírus em várias regiões e em Moscovo, com mais 2.000 casos do que no dia anterior, mas também uma ligeira redução no número de mortes.

Rússia com novos máximos de infeções diárias, mas menos mortes
Notícias ao Minuto

10:57 - 27/11/20 por Lusa

Mundo Covid-19

Segundo o último balanço das autoridades de saúde, o número de casos confirmados no último dia ascendeu a 27.543 e as mortes a 496, quando na véspera tinham sido registadas 524.

Desde o início da pandemia da covid-19 em março, a Rússia conta 2.215.533 infetados, dos quais morreram 38.558.

Nas últimas 24 horas foram consideradas curadas 26.682 pessoas, o que faz subir o total de recuperados no país para 1.712.174.

Em Moscovo, epicentro da pandemia no país, registaram-se nas últimas 24 horas 7.918 casos (no dia anterior foram 6.075) e morreram 77 pessoas devido à doença.

O presidente da câmara de Moscovo, Serguei Sobianin, anunciou na quinta-feira o prolongamento até 15 de janeiro de algumas restrições como o confinamento para os maiores de 65 anos e o teletrabalho para 30% dos trabalhadores das empresas.

A Rússia é o quinto país com mais casos de covid-19 confirmados em todo o mundo, depois dos Estados Unidos, Índia, Brasil e França.

A pandemia de covid-19, transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019 na China, provocou pelo menos 1.422.951 mortos resultantes de mais de 60,4 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço da agência France Presse.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório