Meteorologia

  • 26 NOVEMBRO 2020
Tempo
MIN 8º MÁX 15º

Edição

Arce encontra-se com Morales pela primeira vez desde o regresso à Bolívia

O Presidente boliviano, Luis Arce, encontrou-se hoje publicamente, pela primeira vez, com o ex-Presidente Evo Morales, após o regresso deste à Bolívia, numa reunião do partido Movimento pelo Socialismo (MAS), realizada no centro do país.

Arce encontra-se com Morales pela primeira vez desde o regresso à Bolívia
Notícias ao Minuto

22:49 - 21/11/20 por Lusa

Mundo Bolívia

Luís Arce e o vice-presidente do país, David Choquehuanca, participaram na reunião, convocada por Morales, realizada num centro de convenções na periferia da cidade central de Cochabamba.

Arce e Morales cumprimentaram-se com um aperto de mãos e um abraço, entre aplausos dos militantes do partido presentes na sala.

O encontro, que contou com a presença de dirigentes sindicais, camponeses e indígenas vinculados ao MAS, foi organizado para marcar as linhas gerais do partido do Governo rumo às eleições subnacionais de 2021.

No seu discurso, Arce disse estar "feliz" por poder participar no encontro nacional do MAS que "gerou grandes expectativas", confirmando que o partido é "a primeira força do país".

O Presidente sublinhou a importância de ouvir as "bases" que pedem "para dar oportunidade aos novos atores", ao que os presentes responderam a gritar "queremos pessoas novas".

Por sua vez, Morales agradeceu aos que votaram no seu partido, o que permitiu ao MAS regressar ao Governo e também o seu próprio retorno à Bolívia após o exílio.

O ex-Presidente Evo Morales voltou à Bolívia em 09 de novembro, um ano depois da sua saída repentina do país, queixando-se de ter sido vítima de um golpe de Estado.

Morales cruzou a fronteira com a Argentina na cidade boliviana de Villazón, onde uma larga receção o aguardava.

O ex-Presidente abandonou a Argentina, onde estava desde 12 de dezembro de 2019, após a sua saída da Bolívia, um mês antes, regressando um dia depois de o seu partido ter recuperado o poder.

Evo Morales tinha sido declarado vencedor das eleições de outubro de 2019, para um quarto mandato consecutivo, mas os resultados foram posteriormente anulados, no meio de denúncias de fraude, que ele sempre negou.

O ex-Presidente voltou ao país no momento em que o MAS regressa ao poder com Luis Arce como novo líder, depois de vencer as eleições gerais, no mês passado, com uma maioria de votos (55,1%).

Além disso, a justiça boliviana retirou há dias um mandado de prisão contra si, num dos processos judiciais iniciados a pedido do anterior Governo provisório de Jeanine Áñez, embora vários processos ainda estejam em aberto.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório