Meteorologia

  • 01 MARçO 2021
Tempo
12º
MIN 9º MÁX 18º

Edição

Descoberta na Sérvia vala comum datada da guerra no Kosovo

Os restos mortais de pelo menos 15 kosovares albaneses vítimas das forças sérvias durante a guerra no final dos anos 1990 foram descobertos numa mina a céu aberto no sul da Sérvia, anunciaram hoje responsáveis da Sérvia e do Kosovo.

Descoberta na Sérvia vala comum datada da guerra no Kosovo
Notícias ao Minuto

16:39 - 19/11/20 por Lusa

Mundo Sérvia

O conflito entre a rebelião kosovar e as forças sérvias (1998/1999) provocou cerca de 13.000 mortos, na grande maioria albaneses, tendo-se registado também numerosos casos de tortura e centenas de milhar de deslocados civis.

Em 2000, após a queda o "homem forte" de Belgrado, Slobodan Milosevic, foram sendo descobertos os corpos de várias centenas de albaneses em valas comuns na Sérvia.

Os restos mortais mais recentes foram encontrados terça-feira por equipas sérvias que, sob indicação das autoridades kosovares, encontraram a vala comum numa mina a céu aberto em Kizevak, próximo de Raska (sul), explicou o presidente da Comissão Sérvia para as Pessoas Desaparecidas, Veljko Odalovic.

Ao que tudo indica, afirmou Odalovic à televisão pública sérvia (RTS), trata-se de uma vala comum com pelo menos 15 ou 17 corpos que serão provavelmente de kosovares albaneses.

"Supomos que se trata de corpos de albaneses do Kosovo, mas não podemos ter tanta certeza enquanto não conseguirmos confirmar as respetivas identidades", acrescentou.

Até agora, referiu, as equipas descobriram "os primeiros vestígios, nomeadamente roupas e ossos", depois de a Justiça sérvia ter dado ordem para os trabalhos de exumação começarem hoje.

Em Pristina, o diretor do Instituto de Medicina Legal local, Arsim Gërxhaliu, disse também hoje que estava "disponível" para se deslocar ao local para participar nos trabalhos de exumação dos corpos.

"Vai haver muito trabalho. É preciso trabalhar manualmente, sem maquinaria pesada", afirmou.

A mina de Kizevak está situada a cerca de 15 quilómetros da estrada de Rudnica, onde já fora encontrada uma outra vala comum em 2010.

Belgrado tentou encobrir crimes de guerra cometidos contra civis, "despejando" milhares de restos mortais em valas comuns, algumas na Sérvia.

Segundo o Fundo para o Direito Humanitário, uma associação sérvia especializada nos processos ligados a crimes de guerra, já foram exumados os restos mortais de 941 albaneses mortos em 1999 no Kosovo a partir de valas comuns em quatro localidades na Sérvia.

Uma delas foi encontrada num antigo Centro de Treino da Polícia nos subúrbios de Belgrado.

Cerca de 1.600 pessoas, maioritariamente albanesas, continuam desaparecidas no Kosovo.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório