Meteorologia

  • 25 MAIO 2022
Tempo
25º
MIN 14º MÁX 26º

Covid-19. Trump alega que vacina vai estar disponível "antes do esperado"

Trump fez uma declaração, na Casa Branca, em Washington, sobre a propagação da pandemia nos Estados Unidos da América.

Covid-19. Trump alega que vacina vai estar disponível "antes do esperado"
Notícias ao Minuto

22:41 - 13/11/20 por Sara Gouveia com Lusa

Mundo EUA

Donald Trump fez uma declaração, na Casa Branca, em Washington, sobre a propagação da pandemia nos Estados Unidos da América (EUA) e os avanços no desenvolvimento de vacinas e terapêuticas para combater o SARS-CoV-2, em que nem por uma vez referiu o nome do presidente eleito.

O ainda Presidente aproveitou a declaração para falar sobre o anúncio de uma vacina contra a Covid-19, desenvolvida pela farmacêutica multinacional Pfizer e pela BioNTech, que cuja eficácia anunciada de 90% "excedeu largamente as expectativas".

Referiu ainda que a vacina deverá estar disponível "antes do esperado" e que esperava que uma autorização especial para o seu uso deveria ser emitido "em muito pouco tempo".

Mas Nova Iorque não deverá ser incluído nessa distribuição das vacinas numa primeira instância. Segundo Trump, o governador de Nova Iorque, Andrew Cuomo, "não confia" na vacina e por isso não irá enviar vacinas que não sejam depois colocadas à disposição da população. "Não a vamos entregar em Nova Iorque até que tenhamos autorização para o fazer e custa-me dizer isso", afirmou Trump.

Donald Trump falou também do investimento que a sua administração fez na Operação Warp Speed e deixou um 'aviso' à Pfizer, que admitiu não pertencer a esta parecia público-privada, iniciada pela administração Trump, para facilitar e acelerar o desenvolvimento, fabricação e distribuição de vacinas, terapêuticas e diagnósticos contra a Covid-19.

"A Pfizer disse que não pertencia à [Operação] Warp Speed, mas isso foi uma representação infeliz. Eles fazem parte [da parceria], foi por isso que lhes demos os 1,95 mil milhões de dólares e foi um erro infeliz quando o disseram", considerou Trump.

O Presidente dos Estados, que sempre foi cético em relação ao distanciamento físico e à utilização de máscaras como maneiras de combater a disseminação do novo coronavírus, mudou o discurso e pediu à população para estar "vigilante, principalmente, à medida que o tempo fica mais frio".

Trump finalizou a declaração e afastou-se do púlpito, não permitindo quaisquer questões dos jornalistas.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório