Meteorologia

  • 30 NOVEMBRO 2020
Tempo
16º
MIN 10º MÁX 18º

Edição

Território Biden, terra de ursos na Pensilvânia

Se na cidade natal de Joe Biden na Pensilvânia as intenções de voto são imprevisíveis, Bear Creek, a última povoação da montanha antes de Scrancton é "território" democrata.

Território Biden, terra de ursos na Pensilvânia

Com pouco mais de dois mil habitantes e "alguns ursos", a povoação situada na zona mais acidentada da montanha antes da cidade encontra-se sob baixas temperaturas que provocam a queda de neve e gelo na estrada.

"Ainda não votei, vou na terça-feira. Vou votar em Joe Biden porque com Trump não há o mínimo de normalidade e seriedade. Tenho dois filhos e nunca pensei que os Estados Unidos chegassem ao ponto em que um presidente governa pelo 'twitter' e pensa que é um rei", diz à Lusa Steve, 50 anos, antigo militar que serviu na base naval dos Estados Unidos de Subic Bay, nas Filipinas.

"Aqui, as pessoas ou trabalham na cidade ou estão em casa por causa da pandemia. A maior parte já deve ter votado e espero sinceramente que haja mudanças porque nunca pensei que os Estados Unidos chegassem a este ponto de governação", diz ainda o ex-militar que apesar do frio saiu de casa com o cão para um passeio entre as casas e a floresta.

No ponto mais elevado da povoação está um cemitério fundado por cidadãos originários da Lituânia nos anos 1930 e duas estações de abastecimento de combustível.

A assembleia de voto local está instalada num edifício público mas encontra-se fechada desde sexta-feira voltando a abrir na próxima terça-feira. 

Como todas as pequenas povoações da mesma zona as casas encontram-se dispersas junto à estrada principal ou em ruas particulares sendo que são visíveis, apesar da queda de neve, os cartazes de apoio a Joe Biden que nasceu na cidade industrial que fica situada no sopé da montanha.

"Abençoem a confusão Trump", desabafa Alice junto a uma represa onde existe um trilho de ursos que "andam à solta" pelo bosque ao lado dos cursos de água.

"Prefiro mil vezes os ursos ao homem que temos na Casa Branca", diz Alice, que critica abertamente as políticas de emigração da administração, assim como a falta de medidas de combate à pandemia de covid-19, "os desastres internacionais, as mentiras e as constantes notícias falsas".

Até ao momento registam-se 8743 óbitos por covid-19 e 208.087 contágios confirmados na Pensilvânia sendo que o "frio está a chegar com a neve e a situação vai piorar com Trump a encarar o assunto como uma brincadeira", lamenta a habitante de Bear Creek (Riacho do Urso).

"Na verdade, estou mesmo muito preocupada com o que pode acontecer a este país. O presidente usa as pessoas menos instruídas para mobilizar apoios e é muito provocador com a questão das armas e não criticou as milícias armadas", diz ainda Alice referindo-se ao grupo extremista "Proud Boys".

Entretanto, vai continuar a nevar por estas paragens e tal como "nunca" se sabe quando os "ursos vão descer o riacho" também ninguém tem certezas sobre o resultado das eleições, mesmo em Bear Creek, "território Biden", junto à cidade natal do candidato do Partido Democrata.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório