Meteorologia

  • 28 NOVEMBRO 2020
Tempo
14º
MIN 9º MÁX 17º

Edição

Papa reconhece martírio de brasileira morta por violador na década de 80

O Papa Francisco autorizou hoje o decreto do "martírio" pelo qual Isabel Cristina Mrad Campos, uma brasileira morta aos 20 anos na década de 1980 quando resistiu a um violador, será reconhecida beata pela Igreja Católica.

Papa reconhece martírio de brasileira morta por violador na década de 80

Segundo informações do portal de notícias do Vaticano, o Papa Francisco recebeu na terça-feira o novo Prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, Marcello Semeraro, oportunidade em que autorizou a mesma Congregação a promulgar os decretos que reconhecem alguns milagres, martírios e virtudes heroicas.

Entre estes atos foi reconhecido o martírio da brasileira Isabel Cristina Mrad Campos, morta por ódio à fé em Juiz de Fora a 1 de de setembro de 1982.

Isabel Cristina Mrad Campos nasceu a 29 de julho de 1962 em Barbacena, cidade localizada no interior do estado brasileiro de Minas Gerais, numa família católica e mudou-se em 1982 com o irmão para a cidade de Juiz de Fora, onde pretendia estudar medicina.

A 1 de setembro de 1982, quando voltou para o seu apartamento com um jovem que conheceu dias antes e que tentou assediá-la. Ao ser rejeitado, o homem acabou por violar e matar a jovem com 15 facadas.

O crime violento foi considerado um verdadeiro martírio pelos católicos brasileiros, que posteriormente entraram com o pedido para sua beatificação.

A solicitação foi aceite por Roma e, no dia 26 de janeiro de 2001, em Barbacena, foi instalado o processo, quando Isabel Cristina recebeu do Vaticano o título de Serva de Deus, segundo a agência de notícias do Vaticano.

"A causa foi conduzida por um Tribunal Eclesiástico instituído por Dom Luciano, que durante oito anos colheu depoimentos de quase 60 pessoas, reunindo documentos, ouvindo testemunhos, permitindo assim formalizar o processo", acrescentou a Igreja Católica.

O túmulo de Isabel Cristina Mrad Campos está localizado na igreja paroquial de Nossa Senhora de Piedade, em Barbacena, e tem sido visitado por fiéis católicos de todo o Brasil, que costumam colocar no seu túmulo notas com orações e pedidos de graças.

Além da beatificação, o Papa Francisco também autorizou o decreto que aprovou as virtudes heroicas de um padre brasileiro chamado Roberto João, da Congregação dos Sagrados Estigmas de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório