Meteorologia

  • 04 DEZEMBRO 2020
Tempo
15º
MIN 6º MÁX 15º

Edição

Presença russa em exercícios causa tensão entre Caracas e Brasília

A presença de soldados russos que participam em exercícios militares na Venezuela está a causar tensão entre Caracas e Brasília, noticiou hoje a imprensa local.

Presença russa em exercícios causa tensão entre Caracas e Brasília

"Aumenta a tensão na fronteira entre a Venezuela e o Brasil com a chegada de soldados russos que participam em exercícios militares junto a forças do regime chavista", escreveu o Infobae.

Segundo o portal, "dias depois da Operação Amazonas, em que o gigante sul-americano [Brasil] realizou manobras inéditas com mais de 3.500 soldados, Caracas desdobrou tropas no estado de Bolívar sem esclarecer o motivo da presença estrangeira".

"Um grupo de russos chegou ao território da Gran Sabana, no estado de Bolívar, próximo da fronteira com o Brasil, em 09 de outubro de 2020, após o Brasil avançar, entre 04 e 23 de setembro, a Operação Amazonas, que incluiu o lançamento de foguetes com alcance de até 80 quilómetros, através dos novos lançadores (...) Astros Mk6, de fabricação local", explica-se.

Segundo o Infobae, as autoridades terão insistido junto da população local "que os brasileiros violaram o território venezuelano e com ele a soberania" da Venezuela, o que terá motivado o envio de tropas para a zona, com os soldados russos e venezuelanos a realizarem constantes exercícios militares.

"Os oficiais das Forças Armadas Nacionais Bolivarianas [da Venezuela] têm dito aos seus subordinados que a [recente] visita do Secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, ao estado [brasileiro] de Roraima, teve como objetivo principal derrubar Nicolás Maduro [Presidente da Venezuela] e por esta razão foram tomadas medidas de proteção territorial, o que justifica a presença de militares russos", pode ler-se.

Segundo o Infobae, atualmente, as relações diplomáticas entre o Brasil e a Venezuela não são "cordiais" e não é a primeira vez que as tensões sobem entre ambos países.

Em finais de 2019, um grupo de militares venezuelanos que participaram num assalto a instalações militares do estado de Bolívar, de onde subtraíram quase uma centena de armas, teriam escapado para território brasileiro, até Matogrosso.

As forças de segurança da Venezuela teriam entrado, sem sucesso, em território brasileiro com intenções de capturar os militares venezuelanos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório