Meteorologia

  • 28 OUTUBRO 2020
Tempo
14º
MIN 14º MÁX 20º

Edição

Covid: ONU apela a multimilionários que ajudem a salvar vidas face à fome

O diretor do Programa Mundial de Alimentos (PMA) da ONU, David Beasley, fez um apelo aos multimilionários de todo o mundo para ajudarem a salvar vidas face à atual crise "sem precedentes" provocada pela pandemia covid-19.

Covid: ONU apela a multimilionários que ajudem a salvar vidas face à fome
Notícias ao Minuto

06:56 - 17/10/20 por Lusa

Mundo Pandemia

"Peço aos multimilionários, por favor, nos ajudem agora mesmo. A Humanidade necessita de ajuda, e este é um apelo único, não é um pedido anual", sublinhou.

"O mundo está numa encruzilhada e precisamos que deem um passo em frente como nunca deram", pediu Basley numa conferência de imprensa virtual realizada na sexta-feira na sede das Nações Unidas, em Nova Iorque.

Segundo um estudo recente do Institute for Policy Studies, nos Estados Unidos, os 643 norte-americanos mais ricos aumentaram a sua riqueza em 845.000 milhões de dólares (cerca de 721.000 milhões de euros) entre 18 de março e 15 de setembro, enquanto o número de pessoas que está caminhar para a fome, no mundo, passou de 135 milhões para 270 milhões desde o surgimento do vírus covid-19.

"Porque não podemos usar parte desse dinheiro? Precisamos de salvar milhões de vidas de uma das maiores catástrofes desde a Segunda Guerra Mundial", alertou o responsável.

Com ironia, o diretor do PMU disse: "Não é pedir muito. Se alguém passa de um património de 500.000 milhões para 495.000 milhões, não vai ficar privado de comida".

David Beasley, que recentemente concluiu uma visita a vários países do Sael, recordou a difícil situação que atravessa esta região africana, assim como outros países como o Iemen, Afeganistão ou a Síria.

Disse ainda que a ajuda das nações doadoras, que em 2019 ascendeu a 8.400 milhões de dólares (cerca de 7.167 milhões de euros) pode vir a ser comprometido este ano porque estão a injetar pacotes financeiros nas economias dos seus próprios países para fazer face à crise económica e social.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório