Meteorologia

  • 28 OUTUBRO 2020
Tempo
14º
MIN 14º MÁX 20º

Edição

Ministro britânico pede mais flexibilidade à UE para chegar a um acordo

O ministro dos Negócios Estrangeiros britânico, Dominic Raab, pediu "flexibilidade" à União Europeia (UE) para chegar a um acordo comercial pós-Brexit com o seu país durante a reunião do Conselho Europeu que termina hoje.

Ministro britânico pede mais flexibilidade à UE para chegar a um acordo
Notícias ao Minuto

10:27 - 16/10/20 por Lusa

Mundo Brexit

Os chefes de Estado e de Governo da UE, reunidos desde quinta-feira em Bruxelas, pediram a Londres "ações" para avançar no sentido de um pacto que impeça um 'Brexit' abrupto em 31 de dezembro, quando termina o período de transição.

"Há um acordo a ser alcançado, mas deve haver flexibilidade dos dois lados, energia, boa disposição e vontade política das partes, e o primeiro-ministro (britânico, Boris Johnson) dirá algo mais (hoje)", insistiu o ministro em declarações à Rádio 4 da BBC.

Raab admitiu estar "surpreso" e "dececionado" com a falta de flexibilidade por parte do Conselho Europeu.

O ministro britânico disse que as diferenças permanecem em apenas duas questões: acesso dos barcos da UE às águas pesqueiras do Reino Unido e "igualdade de condições" para garantir uma concorrência económica justa entre o Reino Unido e o bloco.

"As questões são realmente estreitas agora", disse Raab.

O negociador britânico do Brexit, David Frost, lamentou que a UE "não esteja mais empenhada" em trabalhar "intensamente" para chegar a um acordo sobre a sua futura relação com o Reino Unido.

"Estou surpreso com a sugestão de que, para chegar a um acordo, todas as ações futuras devem vir do Reino Unido. É uma posição incomum numa negociação", escreveu Frost na rede social Twitter.

Boris Johnson alertou no início de setembro que a cimeira desta semana em Bruxelas deve ser um ponto de viragem para estabelecer se um pacto pode ser alcançado ou os preparativos para um rompimento não negociado devem ser acelerados.

O chefe do Governo britânico deve tornar hoje pública a sua posição com base nas conclusões dos líderes da UE.

O Reino Unido saiu da União Europeia em 31 de janeiro de 2020. Em conformidade com o Acordo de Saída, é agora oficialmente um país terceiro, pelo que já não participa no processo de tomada de decisão da UE.

Por comum acordo, a UE e o Reino Unido decidiram, contudo, estabelecer um período de transição, que termina em 31 de dezembro de 2020.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório