Meteorologia

  • 22 OUTUBRO 2020
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 19º

Edição

Não acreditava na Covid-19 e organizou jantar. Todos ficaram infetados

Na sequência desse evento, duas pessoas da família morreram.

Não acreditava na Covid-19 e organizou jantar. Todos ficaram infetados

Um homem que não acreditava na pandemia da Covid-19 sente-se agora arrependido, e depois de ter organizado uma festa que resultou na infeção, por Covid-19, de todos os seis participantes. Duas pessoas viriam mesmo a morrer.

Tony Green, que defendia que o novo coronavírus era uma jogada dos media, convidou os pais e os sogros para um evento na sua casa, em Dallas, no Texas, em junho, e no qual também participou a esposa.

Alguns dias após o evento, Tony, de 43 anos, testou positivo à Covid-19 e passou três dias internado no hospital. Mais tarde, todos os presentes naquele jantar viriam a saber que também estavam infetados, a par de outros familiares com quem tinham confraternizado entretanto.

O sogro de Tony não conseguiu fazer frente ao vírus e morreu bem como a sua mãe.

"Não faço ideia de quem trouxe o vírus para dentro de casa. Mas todos saímos de lá com ele. E ele continuou a  espalhar-se a partir dali", afirma o homem, que chega a admitir que achava que tudo não passava de "um esquema" e que chegou a fazer pouco das pessoas que usavam máscara.

Tony Green diz-se agora arrependido e afirma que se sente como "um condutor embriagado que atropelou a sua própria família". 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório