Meteorologia

  • 26 NOVEMBRO 2020
Tempo
16º
MIN 9º MÁX 16º

Edição

Hungria: Conta oficial do governo de Orban no Twitter esteve suspensa

A conta oficial do governo húngaro no Twitter foi suspensa e depois restabelecida pela rede social "sem aviso ou explicação", anunciou hoje o executivo.

Hungria: Conta oficial do governo de Orban no Twitter esteve suspensa
Notícias ao Minuto

13:13 - 30/09/20 por Lusa

Mundo Hungria

"Parece que chegou este novo mundo bonito, no qual os gigantes da tecnologia silenciam os que têm opiniões diferentes. Tomámos as medidas necessárias e aguardamos uma explicação oficial do Twitter", escreveu na sua conta no Twitter o porta-voz governo, Zoltan Kovacs, próximo do primeiro-ministro, Viktor Orban.

Qualquer tentativa de acesso à conta em inglês do executivo húngaro desencadeava hoje de manhã a mensagem: "O utilizador @abouthungary foi suspenso".

"Esta conta foi efetivamente suspensa sem aviso ou explicação. Foi aparentemente restabelecida -- igualmente sem explicação", podia ler-se no Twitter do governo húngaro ao início da tarde.

"Isto é muito interessante, tendo em conta que a Comissão Europeia vai divulgar hoje o seu primeiro relatório sobre o Estado de direito", considerou Kovacs.

A Comissão Europeia apresentou hoje um primeiro relatório sobre o respeito pelo Estado de direito nos 27 países da UE, no qual manifestou "sérias preocupações" com a pressão e ataques aos tribunais e à imprensa pelos governos da Hungria e Polónia.

Os mesmos receios conduziram ao desencadear do procedimento previsto no artigo 7 do Tratado da União em setembro de 2018 contra a Hungria por risco de violação dos valores da UE.

O relatório também põe em causa a eficácia das investigações, processos judiciais e julgamentos de casos de corrupção na Hungria, apontando ameaças à independência política dos meios de comunicação social no país.

Este ano, o Twitter suprimiu várias mensagens na rede social do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, citando informações incorretas.

Segundo o politólogo húngaro Peter Kreko, a Hungria é o único país da UE onde as "notícias falsas" constituem a narrativa oficial, transmitida pelos media próximos do poder.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório