Meteorologia

  • 21 OUTUBRO 2020
Tempo
16º
MIN 14º MÁX 19º

Edição

Novo primeiro-ministro japonês disponível para encontro com Kim Jong-un

O novo primeiro-ministro do Japão manifestou sexta-feira na Assembleia Geral das Nações Unidas a disposição para reunir com o líder da Coreia do Norte e estabelecer uma "relação construtiva" que corresponda ao interesse de ambos.

Novo primeiro-ministro japonês disponível para encontro com Kim Jong-un
Notícias ao Minuto

07:03 - 26/09/20 por Lusa

Mundo Japão

"Estou preparado para me encontrar com o Presidente, Kim Jong-un, sem qualquer condicionante. O estabelecimento de relações construtivas entre o Japão e a Coreia do Norte não só servirá os interesses de ambos, mas também representará uma grande contribuição para a paz e estabilidade regional", realçou Yoshihide Suga, num discurso na ONU, citado pela agência de notícias Efe.

O governante garantiu que "não perderá nenhuma oportunidade" e insistiu na sua disponibilidade para normalizar as relações com a Coreia do Norte, tendo como base a declaração assinada pelos países em 17 de setembro de 2002, conhecida como 'Japão-DPKR Pyongyang'.

O objetivo do acordo era resolver de forma abrangente questões como sequestros de cidadãos japoneses na Coreia do Norte e problemas militares, nucleares e de mísseis.

No seu primeiro discurso nas Nações Unidas, após ter sido designado na semana passada como o novo primeiro-ministro do Japão, Yoshihide Suga abordou também a pandemia de covid-19 e a "crise sem precedentes".

Para o politico japonês, a pandemia "fez voltar a cooperar a comunidade internacional ao invés da tendência de divisão e isolamento".

"Acho que é essencial estabelecer a meta de não deixar a saúde de ninguém para trás, pois trabalhamos para alcançar a cobertura universal de saúde", sublinhou, seguindo o apelo repetido por vários líderes ao longo dos primeiros quatro dias da 75.ª Assembleia Geral da ONU.

Tal como outros chefes de Estado e primeiros-ministros, Suga elogiou a importância de instituições como a Organização Mundial da Saúde e o Conselho de Segurança [da ONU], mas ressalvou a necessidade de reformá-los.

"A ONU deve ser um fórum no qual todas as partes interessadas se coordenam construtivamente para responder às crises e trabalhar em conjunto de forma transparente. Embora eu respeite muito as atividades e esforços da ONU realizados até agora, também gostaria de enfatizar que a organização precisa de uma governança neutra e justa mais do que nunca", apontou.

Yoshihide Suga manifestou durante o seu discurso a determinação do seu país em receber os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Tóquio2020, adiados para o verão de 2021, como "prova de que a humanidade derrotou a pandemia".

O japonês fez também uma breve menção ao 75.º aniversário da primeiro uso de armas nucleares no mundo.

"Hiroshima e Nagasaki nunca se deverão repetir. O Japão não medirá esforços para alcançar um mundo livre de armas nucleares", garantiu.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório