Meteorologia

  • 24 OUTUBRO 2020
Tempo
17º
MIN 10º MÁX 19º

Edição

Trump intensamente assobiado quando aparece junto a caixão de RBG

O presidente norte-americano tentava fazer um momento de silêncio perante os restos mortais de Ruth Bader Ginsburg, mas foi impossível.

Notícias ao Minuto

22:09 - 24/09/20 por Notícias Ao Minuto 

Mundo Ruth Bader Ginsburg

Donald Trump foi, esta quinta-feira, ao edifício do Supremo Tribunal, em Washington, com o intuito de prestar homenagem a Ruth Bader Ginsburg, numa decisão que causou alguma surpresa, uma vez que a histórica jurista era progressista e ideologicamente oposta ao líder republicano. Ainda assim, a sua presença não foi bem recebida pela multidão que ali velava os restos mortais da magistrada.

O presidente norte-americano, que surgiu ladeado pela esposa, Melania Trump, foi intensamente vaiado durante os poucos segundos que esteve em frente ao caixão da jurista, que morreu na passada sexta-feira, aos 87 anos de idade, depois de um longa batalha contra o cancro.

Conforme pode confirmar no vídeo acima, ouvem-se também gritos: "Vote him out" (que pode ser traduzido, de forma livre, como "derrotem-no nas urnas").

Sempre muito cauteloso na forma como se referia à magistrada, uma personalidade respeitada de forma transversal nos Estados Unidos, Trump já a tinha definido como "uma mulher fantástica", ainda que ela lhe tenha dirigido algumas críticas em vida.

Os familiares de Ruth Bader Ginsburg, conhecida como 'RBG', indicaram que a última vontade expressa pela jurista era a de não ver o seu lugar ocupado no Supremo antes das eleições, para não fragilizar ainda mais a ala liberal na instância superior. A sua morte, porém, abriu a possibilidade de Trump nomear mais um juiz para o Supremo Tribunal, podendo deixar este órgão com uma maioria conservadora de seis contra três juízes.

Trump disse na segunda-feira que espera que a nomeação aconteça antes das eleições presidenciais, marcadas para dia 3 de novembro, e que anunciará no sábado a sua indicação do novo juiz, que o senado, onde o Partido Republicano detém a maioria dos assentos, precisa de aprovar.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório