Meteorologia

  • 20 OUTUBRO 2020
Tempo
18º
MIN 16º MÁX 20º

Edição

Enfermeira leva doente terminal a ver filho jogar futebol pela última vez

Um momento emocionante que o jovem poderá guardar para sempre.

Enfermeira leva doente terminal a ver filho jogar futebol pela última vez

Para pai e filho, um abraço antes de uma partida de futebol pode significar muito. Para Scott e Cade Sullivan, este abraço pode significar tudo.

Scott, de Kentucky, nos EUA, foi diagnosticado, em agosto, com um cancro raro. Sullivan foi diagnosticado com carcinomatose leptomeníngea, uma complicação em que a doença se espalha para as membranas que envolvem o cérebro e a medula espinal. A esperança média de vida para quem sofre da doença é entre dois a quatro meses, refere a CNN.

O homem foi internado numa residência hospitalar e aí criou uma ligação especial com a enfermeira Jerree Humphrey, com quem partilhou que um dos seus maiores desejos: poder ver o filho a estrear-se pela equipa de futebol Pulaski County High School.

A enfermeira sabia que seria impossível levar o homem numa viagem de carro, que demoraria mais de cinco horas. Foi então que lançou um apelo e conseguiu que um dentista se oferecesse para levar Scott até ao destino num avião privado.

O homem ficou a ver o jogo numa zona de relvado, de modo a não ficar no meio da confusão, e o filho assim que o viu correu ao seu encontro para lhe dar um abraço.

Para Scott este foi um "momento mágico" que o filho poderá recordar para sempre, mesmo depois da sua morte.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório