Meteorologia

  • 27 SETEMBRO 2020
Tempo
22º
MIN 16º MÁX 24º

Edição

Covid-19: Itália com 574 casos, 3 mortes (e 403 recuperados) em 24h

País contabiliza um total acumulado de 252.809 casos confirmados.

Covid-19: Itália com 574 casos, 3 mortes (e 403 recuperados) em 24h

Desde o início da pandemia do novo coronavírus em Itália, 252.809 pessoas testaram positivo ao novo coronavírus. Do total, 574 casos foram reportados nas últimas 24 horas.

Em termos de vítimas mortais, há a lamentar um total de 35.234 óbitos, dos quais três ocorreram no último dia.

Um total de 203.326 pessoas foram dadas como recuperadas, um aumento de 403 face ao dia de ontem.

Neste momento, há 14.249 casos positivos ativos.

Os dados divulgados, esta sexta-feira, pela Proteção Civil italiana dão conta de 771 pacientes hospitalizados (menos 15 nas últimas 24 horas), dos quais 56 se encontram em unidades de cuidados intensivos.

Muitas das novas infeções em Itália foram identificadas como casos importados, pelo que as autoridades de saúde estão a vigiar todas as pessoas que chegam de países considerados de risco, como Espanha, Malta, Grécia e Croácia.

O Ministério da Saúde italiano decretou na quarta-feira que quem venha desses quatro países passa a ter a obrigação de realizar exames no prazo de 48 horas após a entrada em território nacional ou apresentar um resultado negativo de um teste feito nas 72 horas anteriores.

Os aeroportos de Fiumicino e Ciampino, em Roma, já instalaram várias cabines que poderão ser utilizadas "em breve" para a realização dos testes obrigatórios do novo coronavírus.

Alguns passageiros que chegaram aos principais aeroportos italianos na quinta-feira e hoje receberam um folheto que explica para que centros de saúde devem telefonar e onde se devem dirigir para realizar o teste à Covid-19 e avisa que a polícia recolheu os seus dados.

Em Roma, um dos 'drive in' de um hospital (onde estes exames são realizados sem que as pessoas saiam dos seus carros) apresentava hoje uma espera de mais de quatro horas.

Por outro lado, algumas regiões italianas, como Emilia-Romagna e Veneto, aprovaram hoje restrições a discotecas e bares, reduzindo em 50% o número de pessoas permitido neste tipo de instalações.

Além disso, será obrigatório o uso permanente de máscara nas discotecas e bares, inclusive para dançar, coisa que só será permitida em pistas ao ar livre.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório