Meteorologia

  • 28 JUNHO 2022
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 26º

Durante pandemia decide escrever diário e, aos 90 anos, revelar que é gay

Homem ganhou coragem para revelar quem foi o seu grande amor e descobre que este morreu a alguns anos.

Durante pandemia decide escrever diário e, aos 90 anos, revelar que é gay

Fechado em casa durante a pandemia, sem muito que fazer, Kenneth Felts decidiu começar a escrever um diário, recordando os seus 90 anos de vida, relata a CNN.

Enquanto escrevia, o homem percebeu que a sua história nunca estaria completa se este não revelasse um segredo que o acompanhou durante grande parte da sua vida.

Kenneth, que vive no Colorado, nos EUA, conta que foi aos 12 anos que percebeu que era homossexual, uma descoberta que decidiu esconder uma vez que cresceu numa época em que a homossexualidade não era aceite e era até considerada ilegal.

"Eu sabia que se revelasse que era gay que o mais provável era acabar no inferno", recorda o homem que cresceu no seio de uma família católica. Assim, durante a sua vida adulta, período durante o qual se alistou na marinha e foi em missão para a guerra da Coreia, Keneth viveu como um homem heterossexual.

Desde então, muito mudou, e Kenneth achou que não podia deixar de recordar aquele que foi o seu grande amor: Phillip. 

"Sou gay. Saí do armário, e sinto-me livre", revelou o homem, referindo que o seu maior erro na vida foi deixar Phillip para trás.

Os dois chegaram a viver juntos. Dentro de casa, davam as mãos, mas fora das quatro paredes eram apenas colegas de casa. A pressão de viver numa relação ilegal, que caso fosse descoberta poderia acabar com a sua vida, levou Kenneth a pôr termo a este amor e a fugir.

Kenneth acabou por casar com uma mulher que conheceu no seu grupo de jovens da igreja e chegaram a ter uma filha. Em 1980, divorciaram-se. 

Rebecca Mayes, hoje com 48 anos, recorda que durante a sua adolescência percebeu que o pai se arrependia de algumas coisas que fizera no passado, mas sempre achou que isso estava relacionado com a sua mãe. Foi por isso, com surpresa, que descobriu que o pai era gay, algo que esta nunca suspeitara, até porque há 25 anos Rebecca revelou ao pai que era lésbica e este não reagiu bem, embora hoje seja um dos maiores apoiantes da relação que mantém.

Depois de contar a verdade à filha, Kenneth partilhou com o mundo quem realmente é numa publicação no Facebook. O homem diz que tem sido alvo de muitas mensagens de apoio e que, inclusive, teve notícias daquele que foi o seu verdadeiro amor.

Phillip morreu há alguns anos e, apesar da tristeza com que recebeu a informação, Kenneth diz-se feliz por ter podido partilhar o homem maravilhoso que ele era. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório