Meteorologia

  • 28 SETEMBRO 2020
Tempo
20º
MIN 15º MÁX 27º

Edição

Mais 50 novas infeções em Moçambique elevam total para 2.079

Moçambique registou, nas últimas 24 horas, 50 novas infeções pelo novo coronavírus, elevando o total para 2.079, mantendo-se com 15 óbitos, anunciou o Ministério da Saúde.

Mais 50 novas infeções em Moçambique elevam total para 2.079
Notícias ao Minuto

15:48 - 05/08/20 por Lusa

Mundo Covid-19

Dos casos anunciados hoje, "49 indivíduos são de nacionalidade moçambicana e um é de nacionalidade indiana", refere-se num comunicado do Ministério da Saúde.

A maior parte dos novos casos estão na cidade de Maputo (39), seguida de Maputo província (06), Gaza (02), Zambézia (02) e Nampula (01).

"Três casos são de menores de cinco anos", acrescenta o comunicado.

Todos os novos doentes encontram-se em isolamento domiciliar e decorre a identificação dos seus contactos, indicam as autoridades de saúde.

Do total de 2.079 casos já registados em Moçambique, 1.901 são de transmissão local e 178 são importados, enquanto 10 pessoas estão internadas e outras 778 são dadas como recuperadas.

Dos casos ativos no país, a Cidade e província de Maputo, no sul do país, são as que registam o maior número, com 372 e 258 casos, respetivamente.

As províncias de Cabo Delgado e Nampula, no norte do país, seguem com 253 e 201 casos ativos, respetivamente, estando as restantes sete províncias com menos de 60 casos.

O país, que viveu os últimos quatro meses em estado de emergência, realizou 63.725 testes de casos suspeitos, desde o anúncio do primeiro caso de covid-19 (a 22 de março), tendo rastreado mais de 1,6 milhões de pessoas.

Um total de 26.182 pessoas suspeitas de infeção foram colocadas em quarentena domiciliária e 3.473 continuam a ser acompanhadas pelas autoridades de saúde.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 701 mil mortos e infetou mais de 18,5 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório