Meteorologia

  • 24 OUTUBRO 2021
Tempo
21º
MIN 13º MÁX 25º

Edição

Oito pessoas mortas em dois ataques do grupo ADF na RDCongo

Oito pessoas, incluindo um soldado, morreram na sequência de dois ataques de supostos membros do grupo armado Forças Democráticas Aliadas (ADF) na região de Beni, no leste da República Democrática do Congo (RDCongo), disseram hoje fontes locais.

Oito pessoas mortas em dois ataques do grupo ADF na RDCongo
Notícias ao Minuto

12:09 - 30/07/20 por Lusa

Mundo Congo

"Durante a noite de terça para quarta-feira, a ADF atacou a aldeia de Kainama, no setor Beni-Mbau. Há seis civis mortos, duas mulheres e quatro homens", disse um funcionário administrativo local, Muhindo Isaya, à agência de notícias francesa AFP.

"Várias casas da aldeia foram incendiadas. A aldeia não tem habitantes, porque estes fugiram para a floresta", acrescentou o mesmo responsável, salientando que aquela localidade está agora sob o controlo do exército congolês.

Num outro ataque, na quarta-feira, "dois soldados sofreram uma emboscada da ADF". Um soldado e o motorista que transportava (os soldados) foram mortos", disse à AFP Wilson Paluku Batoleni, presidente da comunidade no setor Ruwenzori, uma das comunas da cidade de Beni.

O exército, que tem prosseguido as suas operações contra a ADF, iniciadas em finais de outubro de 2019, em Beni, não quis comentar estes incidentes que ocorreram na região em dois dias consecutivos.

As ADF são originalmente rebeldes muçulmanos ugandeses que se retiraram para o leste da RDCongo em 1995. Desde então, o seu recrutamento alargou-se para incluir outras nacionalidades e misturaram-se com a população local. Este grupo armado não ataca as fronteiras do vizinho Uganda há anos.

As forças são acusadas pelas autoridades congolesas e pelas Nações Unidas de serem responsáveis pelos massacres de mais de 1.000 civis na região do Beni desde 2014.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório