Meteorologia

  • 14 AGOSTO 2020
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 26º

Edição

Líbano recebe visita de ministro francês num momento de grave crise

O chefe da diplomacia francesa, Jean-Yves Le Drian, iniciou hoje uma visita ao Líbano na primeira deslocação de um alto responsável europeu ao país fortemente afetado por uma crise económica e que espera ajuda internacional.

Líbano recebe visita de ministro francês num momento de grave crise
Notícias ao Minuto

10:20 - 23/07/20 por Lusa

Mundo Líbano

Jean-Yves Le Drian vai permanecer no Líbano durante 48 horas tendo sido recebido hoje de manhã pelo Presidente Michel Aoun no Palácio de Baabda, na zona ocidental de Beirute.

Antes da partida para o Líbano, o ministro francês, disse que o país corre o risco de "colapso" e admitiu que o Executivo de Paris está disposto a discutir um processo de auxílio.

O ministro dos Negócios Estrangeiros francês vai encontrar-se ainda hoje com o primeiro-ministro Hassan Diab e com o presidente do Parlamento, Nabih Berri, que vai ser recebido na embaixada de Paris em Beirute.

É provável que seja divulgada uma nota de imprensa após uma outra reunião marcada para o final da manhã com o homólogo libanês, Nassif Hitti.

A visita de Le Drian ao Líbano ocorre num período de profunda crise económica, marcada por uma depreciação histórica da moeda local, aumento dos preços e de restrições aos movimentos bancários para o estrangeiro.

Uma parte significativa dos libaneses (35%) vivem em situação de pobreza sendo que o desemprego é extremamente elevado entre a população ativa

Em outubro de 2019 a vida política do país ficou marcada por levantamentos populares contra a classe política acusada de corrupção e de incompetência.

Neste momento o governo de Beirute está ainda à espera dos resultados das medidas económicas implementadas em abril e mantém ao mesmo tempo conversações com o Fundo Monetário Internacional (FM)) no sentido de um processo de financiamento.

Beirute espera obter dez mil milhões de dólares do FMI.

A França, antiga potência mandatária do Líbano, entre 1920 e 1943, já demonstrou estar disposta a iniciar ajuda financeiras, nos próximos meses.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório