Meteorologia

  • 08 AGOSTO 2020
Tempo
22º
MIN 18º MÁX 31º

Edição

Tribunal turco condena jornalista alemão a quase três anos de prisão

Um tribunal de Istambul condenou hoje a dois anos e nove meses de prisão por "propaganda terrorista" o jornalista turco-alemão Deniz Yücel, do diário germânico Die Welt, e que em 2017 esteve detido preventivamente um ano na Turquia.

Tribunal turco condena jornalista alemão a quase três anos de prisão
Notícias ao Minuto

15:54 - 16/07/20 por Lusa

Mundo Turquia

O tribunal considerou que Yücel, atualmente na Alemanha, cometeu um delito de "propaganda a favor da organização terrorista armada PKK [Partido dos Trabalhadores do Curdistão, a guerrilha curda ativa na Turquia]", pelo qual cumpriu com um ano e meio de prisão, uma pena agora agravada para dois anos e nove meses por ter cometido esse delito "na imprensa e de forma reiterada".

A detenção de Deniz Yücel em 2017 motivo um conflito diplomático entre Berlim e Ancara.

O jornalista, que possui dupla nacionalidade mas manteve na Alemanha toda a sua atividade profissional como correspondente e colunista do diário Die Welt, sempre considerou que uma entrevista realizada a um dirigente do PKK se incluiu na sua atividade jornalística.

Um argumento que foi inclusivamente aceite em 2019 pelo Tribunal Constitucional turco, ao considerar injustificada a prolongada permanência em prisão preventiva.

O tribunal de primeira instância absolveu hoje Yücel das acusações de incitamento ao ódio e de propaganda a favor da confraria do predicador islamita Fethullah Gülen, a quem Ancara atribuiu o fracassado golpe de Estado de julho de 2016.

No entanto, considerou que é culpado de "humilhação pública da República turca" e de "injúrias ao Presidente", pelo que transferiu para a procuradoria a petição de formular a correspondente denúncia.

Yücel, que regressou à Alemanha após ser libertado em fevereiro de 2018, não esteve presente no julgamento, enquanto o seu advogado, o conhecido jurista Veysel Ok, pediu que o seu cliente fosse absolvido de todas as acusações.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório