Meteorologia

  • 19 ABRIL 2021
Tempo
13º
MIN 11º MÁX 22º

Edição

Oposição nomeia candidata para enfrentar primeira-ministra Jacinda Ardern

A oposição da Nova Zelândia nomeou uma mulher, Judith Collins, como nova líder do Partido Nacional, que deverá enfrentar a popular primeira-ministra Jacinda Ardern nas eleições de setembro.

Oposição nomeia candidata para enfrentar primeira-ministra Jacinda Ardern

Judith Collins foi eleita, na terça-feira, numa votação organizada horas depois da demissão do antecessor, Todd Muller, que invocou problemas de saúde e afirmou não ser "a melhor pessoa para o cargo".

Collins, de 61 anos, é conhecida dos neozelandeses por ter sido ministra da Polícia no governo do primeiro-ministro John Key.

Ficou conhecida como "esmagadora", depois de ter aprovado legislação que permitia à polícia confiscar e destruir carros pertencentes a pessoas que participavam em corridas ilegais no país.

"Espero que o Partido Nacional possa esmagar o outro lado a 19 de setembro", disse a nova líder à imprensa, ironizando com o cognome por que ficou conhecida.

Collins reconheceu a dificuldade da tarefa face à popularidade de Jacinda Ardern, do Partido Trabalhista de centro-esquerda, que recolhe 50% das intenções de voto nas sondagens, contra 38% para o Partido Nacional.

"Gosto de causas que parecem muito difíceis, é aí que eu realmente me envolvo", disse Collins à rádio Newstalk ZB.

Collins é a quarta líder do Partido Nacional desde as eleições de 2017, e tem mais experiência política do que os antecessores, tendo sido eleita para o Parlamento pela primeira vez em 2002.

Ardern goza atualmente de grande popularidade, em parte devido ao êxito do país na luta contra o novo coronavírus.

O arquipélago, com uma população de cinco milhões de habitantes, registou apenas 22 mortes relacionadas com a covid-19.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório